Norwegian Epic no Mediterrâneo em 2011.

|

O maior e mais inovador navio da NCL fará sua temporada inaugural no Mediterrâneo no inverno (Hemisfério Sul) de 2011. O navio de 153.000 toneldadas fará um itinerário de 7 dias a partir de Barcelona, Espanha, de Maio á Outubro de 2011. Neste cruzeiro ele fará escalas em Livorno, Civitavecchia, Nápoles e Palma de Mallorca na Espanha. O navio tem 153.000 toneladas, e pode acomodar até 4.200 hóspedes em cabines inovadoras, e em villas que podem acomodar até 6 passageiros. Dependendo da cabine, o hóspede terá a cesso a diferentes areas do navio, que em alguns casos incluem até piscinas diferentes.
Em 2011, a Europa receberá além do Norwegian Epic, o Carnival Magic, e o Independence of the Seas, alguns dos maiores e mais inovadores navios da mundo. A Europa, depois do Caribe é o principal destino em concorrencia entre as três principas companhias de cruzeiro do mundo.

Texto: (©)Copyright Daniel Capella.

Imagem: (©) Copyright Norwegian Cruise Line.

Comunicado MSC

|

Informamos a todos que, por motivos operacionais, os horários para embarque e desembarque nos cruzeiros relacionados abaixo do navio MSC Musica, sofreram alteração.

MSC Musica – embarque Santos - 10/01/2010

MSC Musica – embarque Santos - 17/01/2010

MSC Musica – embarque Santos - 24/01/2010

MSC Musica – embarque Santos - 31/01/2010

MSC Musica – embarque Santos - 07/02/2010

MSC Musica – embarque Santos - 14/02/2010

MSC Musica – embarque Santos - 21/02/2010

Solicitamos que informem aos seus clientes que compareçam no Porto de Santos a partir das 13h00 e a previsão para o check-in (embarque) será a partir das 16h00.

Marco Polo com novo operador

|

O Marco Polo chegou ao Funchal no dia 27, com as cores da nova operadora
britânica de cruzeiros a Cruise & Maritime Voyages. Atracou pelas 13h30 no Funchal, numa escala com atraso de 5 horas à hora pogramada, devido à sua travessia transatlântica das Caraíbas para a Europa e com procedência do porto da ilha de St. Lucia. Está no seu cruzeiro inaugural com as cores da Cruise & Maritime Voyages, que teve partida do Reino Unido, Holanda, Açores, St. Antigua, St. Maarten, St. Barthélemy, St. Kitts, Barbados, St. Vicent, Granadinas, St. Lucia, Madeira, Portugal e volta ao Reino Unido. O Marco Polo vai rumar pelas 20h para a capital portuguesa, Lisboa que escala na sexta-feira. Pelas 17h chegou ao Funchal o veleiro britânico Stavros S. Niarchos, vindo de La Palma e vai efectuar uma escala de 4 dias e vai rumar no dia 31 deste mês ao porto de Tenerife.

Imagens e Texto: (©) Copyrights Sergio Ferreira, Funchal.

Royal Caribbean 2010/2011

|


A Royal Caribbean anunciou neste último dia 25 os navios e roteiros da temporada 2010/2011. Os navios são os mesmos, Splendour e Vision, e os roteiros parecidos, muitos minis nos dois, alguns de 6 noites (que levam aos mesmos lugares dos minis...) e vários de 7 noites, tanto no Splendour como no Vision. No Splendour, os roteiros de 7 noites são rumo á Argentina e Uruguai, com escalas em Buenos Aires, Montevidéu e Punta Del Este, a diferença é que eles tiraram IlhaBela do roteiro. No Vision a viagem de 7 noites segue para o norte, e tem escala no Rio de Janeiro, onde deve ser possível embarcar, já que as rotas são regulares, depois ele segue para Salvador, Ilha Grande e IlhaBela. Veja mais detalhes em breve.


Texto e Imagens: Daniel Capella.

Quail Cruises é agora Happy Cruises

|


A Quail Cruises, empresa do grupo CVC se chama agora Happy Cruises. No site da empresa já é possível ver o novo logotipo da empresa, que apresenta um golfinho sorridente. 


Para a temporada de verão, o Happy Cruises oferece dois itinerários no Mediterrâneo. No navio Gemini nas datas de 31 de Janeiro até 22 de Fevereiro vai fazer o percurso "Tesouros do Mediterrâneo", partindo de uma escala em Valência e Barcelona, Villefranche, Livorno, Civitavecchia, Nápoles, navegação e regressar ao porto de Valência. 

O navio Gemini vai retomar essa rota no período de 24 outubro a 27 dezembro deste ano. Na rota de 7 março a 17 outubro, vai ser realizada pelo recente navio da frota o Ocean Pearl. O navio Gemini depois vai fazer um cruzeiro de posicionamento que vai de Valência para Atenas, que terá início no dia 28 de fevereiro, para a sua temporada de 8 março a 11 outubro, fazendo o cruzeiro "Tesouros do Mar Adriático e Turquia", alternando partidas de Pireu e Veneza com paragens em Kusadasi, Rodes, Santorini e Dubrovnik.

Imagem:Quail Cruises.
Texto:Adaptado de Sergio@Cruises.

Anna Nery, Salamis Glory em Alang, India.

|

O último navio brasileiro o, Anna Nery, já está em Alang, onde será desmontado. Atualmente em seu casco está o nome Glory, versão reduzida de Salamis Glory, seu último nome. O Salamis Glory é o antigo Anna Nery, de 1962, que pertenceu a companhia de navegação costeira e a Lloyd Brasileiro.

Texto: Daniel Capella.
Imagem: obviamente www.midshipcentury.com

Vision of The Seas, melhor navio no Brasil em 2009!

|

No final de Dezembro foi iniciada aqui, uma enquete para decidir qual navio foi o melhor na Costa brasileira em 2009, e devo dizer que estou surpreso com o grande número de participantes, 468 votos.
Eleger qual foi o melhor navio no Brasil em 2009 não é fácil, entraram na disputa 22 navios, de 6 companhias diferentes. Alguns deles como o Splendour e o Island Escape são parte da história da navegação no Brasil, e ainda assim não foram os preferidos. Os leitores do blog elegeram como o melhor navio no Brasil em 2009 o Vision of the Seas, da Royal Caribbean, que ficou com 205 votos. Confira o ranking com o resto das colocações:

1º. Vision of the Seas - Royal Caribbean 205 votos (43%)
2º. Splendour of the Seas - Royal Caribbean 88 votos (18%)
3º. Costa Concordia - Costa Crociere 41 votos (8%)


4º. MSC Lirica - MSC Crociere 18 votos (3%)
5º. MSC Orchestra - MSC Crociere 16 votos (3%)
6º. Grand Celebration - Ibero Cruceros 15 votos (3%)
7º. Costa Magica - Costa Crociere 13 votos (2%)
8º. Zenith - Pullmantur/ CVC 12 votos (2%)
9º. MSC Musica - MSC Crociere 11 votos (2%)
10º. Costa Mediterranea - Costa Crociere 9 votos (1%)


Grand Mistral, MSC Opera e MSC Sinfonia obtiveram seis votos cada, ou 1% cada. Os navios restantes (Costa Romantica, Costa Victoria, Melody, Empress, Sovereign, Orient Queen, Ocean Countess (Ocean Pacific), Grand Voyager e Island Escape) ficaram com no máximo quatro votos (Sovereign, Empress e Island Escape), ainda assim não representam nem 1% do total de votos.


Foto: Vision of the Seas em Santos, Daniel Capella Erro: Considere "eleito pelos leitores do blog WorldCruises.com ao invés de "eleitores do blog WorldCruises.com."
Texto: Daniel Capella.

Grand Voyager Leaving Santos

|

Resultado da Enquete!

|


Nós não poderíamos deixar de tecer um breve comentário sobre o resultado da nossa enquete, já encerrada. Os leitores de World Cruises elegeram o Vision of the Seas da Royal Caribbean como o melhor navio da costa brasileira em 2009. É um resultado interessante considerando que esta esta é a primeira temporada do Vision em águas brasileiras. Parece que o navio conseguiu agradar o público de uma forma geral, superando até mesmo o tradicional Splendour os the Seas, também da Classe Vision da Royal Caribbean e que ficou com o segundo lugar. Nossos agradecimentos a todos os que participaram desta votação. Continuem frequentando e participando do Blog. É um trabalho feito com carinho em homenagem a todos os nossos leitores que amam os navios de cruzeiro!
Texto e imagem Copyright Silvio!

Indústria dos cruzeiros: Bons motivos para comemorar!

|

O ano de 2009 começou com certa dificuldade para o turismo de um modo geral e com o mercado de cruzeiros não foi muito diferente. Fatores como a crise financeira mundial e o surto de gripe H1N1 foram muito preocupantes. Diante desses fatores o consumidor brasileiro também viu o mercado de cruzeiros com reservas. Mas por fim esses problemas acabaram por ser contornados, tanto que a atual temporada brasileiras de cruzeiros marítimos esta aí coroada de pleno êxito. Os mais céticos chegaram a tecer criticas e a por em dúvida a capacidade do mercado brasileiro em comportar um número maior de navios. Lembrando que tivemos ainda a entrada de mais uma companhia de cruzeiros no Brasil a Ibero Cruzeiros. Mas as previsões pessimistas não se confirmaram, a temporada chegou e o mercado reagiu de forma bastante positiva. Algumas empresas já estão inclusive lançando catálogos para a temporada 2010/2011. Essa é uma demonstração de confiança no mercado. O mercado de cruzeiros tem crescido em todo o mundo e apresentado números impressionantes. Assim, a indústria dos cruzeiros chegou a movimentar nada menos do que 13,4 milhoes de passageiros em 2009. E o potencial do mercado é muito maior. Também em 2009 foram inaugurados 14 novos navios. Segundo a Cruise Lines International Association (CLIA), uma tendência observada para 2010 é o grande interesse pelos cruzeiros tematicos, fato amplamente observado também no Brasil, onde os cruzeiros tematicos já se tormaram "marca registrada" tamanho o sucesso que fazem nas temporadas brasileiras. As companhias pertencentes a CLIA irão inaugurar em 2010 doze novos navios movimentando cerca de US$ 6,5 bilhões em investimentos. Assim, a MSC deverá inaugurar o MSC Magnifica, a Costa o Costa Deliziosa, a Cunard o Queen Elizabeth, a Royal Caribbean o Allure of the Seas e a Celebrity o Celebrity Eclipse. E isso apenas para citar alguns exemplos. Como se sabe, após as viagens regulares de navios de passageiros terem perdido espaço para a aviação a indústria dos navios soube se reinventar voltando-se para as viagens de lazer. O resultado é um mercado dinâmico, sendo que a cada ano são construídos navios maiores e mais modernos repletos de novidades para o conforto e entretenimento de seus hóspedes. Hoje já temos um navio com mais de duzentas mil toneladas e capacidade para mais de cinco mil hóspedes. Trata-se do festejado Oasis of the Seas que em breve ganhará um navio irmão o citado Allure of the Seas. Diante disso tudo a indústria dos cruzeiros parece não ter limites. Aliás, o único limite desta indústria parece estar na questão da infra-estrutura portuária. Precisaremos de portos adequados para receber navios cada vez maiores especialmente em países emergentes como o Brasil. Precisamos abir os olhos para este fato pois o mercado e as oportunidades estão aí.

Texto (©) Copyright Silvio Fernando Brandão, com informações de CLIA e Panrotas.
Imagens (©) Copyright Silvio Fernando Brandão.

Cunard inaugura esse ano o novo Queen Elizabeth

|

A Cunard se prepara para inaugurar esse ano seu mais novo navio: O novo Queen Elizabeth, sucessor do célebre Queen Elizabeth 2. O navio de 90.400 toneladas esta previsto para ser inaugurado em outubro de 2010, terá capacidade para 2058 passageiros e contará com 85% de cabines externas. O navio é um dos muitos lançamentos de novos navios de cruzeiro previstos para 2010 e tem tudo para se tornar mais um absoluto sucesso da companhia Cunard, famosa por seus navios clássicos e luxuosos. A embarcação tem viagem inaugural prevista para o dia 12 de outubro de 2010, partindo do porto de Southampton na Inglaterra. Assim a Cunard terá as três rainhas navegando juntas: Queen Mary 2, Queen Victory e Queen Elizabeth. maiores informações:


Texto Copyright Silvio

Fonte: Copyright Cunard

Navio terá apartamentos de até R$ 42 milhões.

|


As indstrias Samsung de Seoul, Korea, assinou um contrato de $1.1 bilão de dólares para construir o Utopia, um navio residencial. O Utopia terá um luxuoso hotel e 200 residências privadas. “Este é um dia histórico para a Samsung, para a Korea e para toda a Asia, porque este navio será um dos mais luxuosos navios do mundo, e o maior navio de passageiros já construído no continente Asiático.” disse J.W. Kim, vice presidente da Samsung. A entrega do navio de 105,000-ton é prevista para 2013.
O Utopia terá 200 residêncis que terão de 400 à 2.000 m². O navio terá também 204 cabines, casino, spa, teatro, night club, piscinas, restaurantes e um club privado para os donos dos "apartamentos". O navio vai viajar por portos onde acontecem eventos culturais e esportivos, como o Cannes Film Festival, Monte Carlo Grand Prix, The Olympics, Carnaval, Hong Kong Dragon Boat Festival, Melbourne Cup e outros eventos.

Anna Nery, cala-se o último Cisne Branco

|

O anúncio de que o navio “Salamis Glory” foi vendido para ser demolido em Alang, na Índia, pegou de surpresa os amantes de navios no Brasil. É que este é o antigo “Anna Nery”, o último da série Cisnes Brancos, como eram chamados os quatro navios da antiga empresa Costeira, depois incorporados ao Lloyd Brasileiro. Navios que deixaram recordações para os passageiros de cruzeiros marítimos, em especial da ponte marítima entre Santos e Rio de Janeiro, nos anos dourados.

Mas a vida do “Anna Nery” não foi nada fácil. Logo na viagem inaugural o navio sofreu uma explosão na casa de máquinas no dia 15 de outubro de 1962, quando chegava a Santos. Os reparos foram realizados junto com a decoração interna. Em seguida enfrentaria uma colisão e uma situação incomum: três falências de suas empresas proprietárias.

O “Anna Nery” foi construído nos estaleiros Brodogradiliste Uljanik, de Pula, na Croácia (Iugoslávia na época), e lançado ao mar em setembro de 1962. Logo passou à frota da Costeira, que também havia encomendado o “Rosa da Fonseca” a estaleiros croatas e ainda o “Princesa Leopoldina” e o ”Princesa Isabel”, a estaleiros de Bilbao, na Espanha. Os quatro navios tinham o casco totalmente branco, daí o apelido Cisnes Brancos. Suas características eram semelhantes: o “Anna Nery” tinha 150 metros de comprimento, 20 de largura e 10.444 toneladas brutas.

Em 1963, quando retornava de uma viagem a Haifa, Israel, o “Anna Nery” foi abalroado pelo petroleiro brasileiro Presidente Deodoro. Sofreu danos consideráveis e teve que ficar por meses em reparos no Rio e na Dinamarca.

O “Princesa” e o “Anna Nery” navegaram com a cruz de malta na chaminé, marca da Costeira, até 1968, quando, por problemas financeiros, a Costeira se fundiu à frota da empresa estatal Lloyd Brasileiro. O “Rosa da Fonseca” só foi mais tarde, em 1972.

Ponte Santos-Rio
Sua linha mais conhecida foi a ponte marítima Santos-Rio, principalmente transportando homens de negócios que iam de São Paulo, do interior paulista ou de Santos, à capital federal a trabalho, antes da rapidez e das facilidades da aviação. Mas muitos turistas também usufruíram seu conforto a bordo. O navio levava até 600 passageiros.

Em 1968 o Lloyd Brasileiro também passou a ter problemas financeiros e os navios de passageiros, com a inevitável concorrência com os aviões, tiveram que ser vendidos. Nessa época o “Anna Nery” alternou viagens costeiras até Manaus, além dos serviços na ponte Santos-Rio.

O “Anna Nery” foi o último dos Cisnes a ser vendido, em 1978, à armadora grega Kavounides Shipping Co. (K Lines) e recebeu o nome “Danaos” por um curto período, de um ano e meio. Depois, virou “Constellation”. Mas a K Lines não resistiu à fraca movimentação de passageiros no Mediterrâneo e entrou em falência em 1987. Seu único navio então, o “Constellation”, foi absorvido pelo banco grego que gerenciava suas duplicatas, o Helénica Bank.

O “Constellation” ficou inativo por quatro anos. Em 1992 o banco vendeu o navio para a armadora grega A. Lelakis, que mudou de nome para “Morning Star”, e passou à rota do Pacífico, ao lado do navio “Royal Pacific”. Com o afundamento do “Royal”, o “Morning Star” foi incorporado ao ramo norte-americano da empresa, a Regency Cruises, que o rebatizou como “Regent Spirit”, sob registro das Bahamas.

O navio foi totalmente remodelado. O mastro principal da proa foi retirado e os camarotes foram remanejados. A partir de 1993 foi utilizado em cruzeiros ao Peru, Guatemala, Belize e Cancun. Fez ainda viagens à Europa, com escalas em Nice, na França. Numa delas, em 27 de outubro de 1995, foi apreendido após a notícia de que a Regency tinha ido à falência. Todos os seus seis navios, com a bandeira das Bahamas foram apreendidos.

Levado a leilão
O “Regent Spirit” foi levado a leilão internacional, ainda em 1995, com o preço de 7 milhões de dólares. Não houve comprador. O preço desceu à metade e assim foi negociado com a armadora Línea Salamina, de Chipre. Conhecida como Salamis Lines, a empresa o rebatizou como “Salamis Glory”.

Novas alterações esperavam o navio. A remodelação atingiu principalmente as cabinas, que passaram a ser 222, sendo 211 externas, todas climatizadas e com banheiros. Os camarotes foram alojados nos decks Saturno, Diana, Minerva, Vênus e Olympus. A área pública ficava no deck Atlantis, onde havia um salão para shows; na popa estava o Casino Royale e o famoso Bar Otello. Havia ainda o Café Lido, com vista para a piscina. No deck Mars estava a danceteria Galaxies. A parte mais alta era o deck Urano.

A partir de 1997 o “Salamis Glory” iniciou seu calendário de cruzeiros saindo de Limassol e passando pelos portos de Haifa e Port-Said, abrangendo Chipre, Israel e Egito. Em um destes cruzeiros, em agosto de 2007, o navio colidiu com um cargueiro em Haifa, causando a morte de dois tripulantes.

O navio fazia também cruzeiros de sete dias pelas ilhas gregas. Em um destes, em anúncio da operadora Cruise Cyprus, ainda em exibição pela internet, uma suíte externa era oferecida a 1.075 euros, por pessoa. Pouco restava do original, além de seu casco de linhas clássicas.

No dia 24 de novembro de 2009 ele deixou definitivamente o porto de Limassol - foi vendido por 530 mil euros (cerca de R$ 1 milhão 351 mil) para um estaleiro de Alang, na Índia, onde será demolido.

Chega ao fim, portanto, o último Cisne Branco, após 47 anos de serviços prestados ao divertimento nos mares.
 
Nome homenageava enfermeira heroína

O nome do navio, Anna Nery, era uma homenagem da companhia Costeira a Anna Justina Ferreira Nery, enfermeira baiana que se tornou heroína da Guerra do Paraguai. Ao irromper a Guerra do Paraguai, em 1864, ela seguiu para a frente de batalha com os filhos, como voluntária e na condição de enfermeira. Salvou a vida de muitos, mas voltou da guerra sem um dos filhos. Em 1923 seu nome batizou a primeira escola oficial brasileira de enfermagem de alto padrão. Morreu no Rio de Janeiro em 20 de maio de 1880, aos 66 anos. No dia 2 de dezembro desse ano a lei 12.105 inscreveu Anna Nery no Livro dos Heróis da Pátria. A próxima homenagem acontecerá em maio de 2010, com a inauguração do Museu Nacional de Enfermagem Anna Nery, no Centro Histórico de Salvador.

Tristeza e protesto entre os "shiplovers"
Com o fim do “Anna Nery” encerra-se também a possibilidade, que já era remota, de um dos antigos Cisnes Brancos retornarem ao Brasil como navios de passageiros, ou, em último caso, de ficarem atracados como atração turística.

O despachante aduaneiro santista Laire José Giraud, grande colecionador de cartões-postais de navios antigos, lembra com saudade do “Anna Nery”: “O navio possuía uma linha agradável de ser vista, bonito demais, além de confortável e aconchegante, o serviço de bordo era esmerado. Sua tripulação era cativante, a cozinha era da maior qualidade, e havia muita animação. Todos que viajaram e vivenciaram sua época só tecem os maiores elogios. Na verdade, não ficava devendo nada aos transatlânticos de outras nacionalidades”.

Laire não viajou no “Anna Nery‘, apenas o visitou em uma das escalas em Santos. Mas viajou em outros dois Cisnes Brancos, o “Princesa Isabel” e o “Princesa Leopoldina”. Ele enfatiza: “O meu depoimento é de protesto. Por que razão certas situações não dão certo no Brasil , como é o caso desses últimos transatlânticos da marinha mercante nacional, que em menos de uma década foram vendidos para outros países. Nas nossas mãos, não deram certo economicamente, mas com outras armadoras eles foram sucesso absoluto, tanto em linha regular como na atividade de cruzeiro marítimo. E nós os vendemos a preço de sucata.”

Ele questiona: “Será que, um dia, vamos ter um transatlântico brasileiro, com tripulação brasileira, participando das nossas alegres temporadas de cruzeiros, para que fiquemos com um pouco desse lucro proporcionado por esse ramo do turismo que mais tem crescido nos últimos anos?”. Sobre o “Anna Nery”, ele diz: “Prefiro recordar do “Anna Nery” lá pelos anos de 1960/70, deslizando elegantemente com toda sua alvura pela Ponta da Praia, mais precisamente sentado a uma das mesas do inesquecível Restaurante Vasco da Gama, do que imaginá-lo sendo demolido no infame estaleiro sucateiro de Alang, na Índia...”

Outro shiplover e colecionador de postais e fotos de navios, Edson Lucas, que mora no Rio de Janeiro, comenta: “Foi um dia triste para um apreciador da marinha mercante brasileira como eu. Se houvesse uma consciência do que representou este e muitos outros navios, com certeza algum órgão oficial ou empresário trataria de preservá-lo como fizeram os alemães com o Cap San Diego”. O navio foi transformado em museu, em Hamburgo.

Wanderley Duck, comandante aviador que mora em Curaçao, nas Antilhas Holandesas, Caribe, escreve com tristeza sobre o fim do “Anna Nery”. Ele diz: “Esse navio fez parte da minha vida por dois motivos. O primeiro é que cheguei a viajar nele com os meus pais. Eu era moleque e me diverti à beça nele. O segundo é que ele fez parte dos meus sonhos de ser oficial da Mercante. A Mercante não era para mim, mas quando sonhava com ela, sonhava também em ser tripulante dele, ou de algum dos seus irmãos do Lloyd, que eram os navios de passageiros que o Brasil tinha naquele tempo. No fim acabei indo para a “aviação mercante” mesmo... Levei passageiro para todo canto do mundo, mas sem todo encanto do mundo, que era o que a gente encontrava nos navios daquela época”.

Imagens (©) Copyright Jornal da Orla e cartões postais extraídos do site Simplon Post Cards.

Texto (©) Copyright Jornal da Orla, Santos.

Quatro navios em Punta Del Este.

|


No dia 14 de Janeiro deste ano estiveram em Punta Del Este quatro navios de cruzeiro, dois da MSC, e dois da Royal Caribbean, um sob a marca da companhia e outro sob a bandeira da Pullmantur. O primeiro a chegar na cidade foi o Splendour que largou ancoras as 9h com seus 2.000 passageiros. Logo em seguida ás 9h30 chegou o MSC Lirica, que logo foi seguido pelo Empress ás 9h45. Já o MSC Armonia se atrasou um pouco e só chegou ao porto uruguaio em torno das 12h. O Splendour e o Empress tinham partido de Santos alguns dias antes, e chegaram a Punta Del Este desde Buenos Aires. Já o Lirica partiu do Rio de Janeiro, e também seguia desde Buenos Aires. O Armonia é o único que não embarcou no Brasil, ele está baseado em Buenos Aires nesta temporada, e estava no último porto de um cruzeiro de 9 noite, que foi encerrado no dia seguinte em Buenos Aires.Punta Del Este é o principal balneario do Uruguay, a segunda maior cidade do País e o principal destino dos cruzeiros na costa do Uruguay. A cidade recebe esta temporada em torno de 11 navios de cruzeiro em rota regular, a maioria embarca passageiros em Santos e no Rio de Janeiro, no Brasil, mas há também os que embarcam em Buenos Aires, na Argentina. Além destes onze, passam por lá também varios navios que estam em trânsito pela costa Sul-Americana, como o Infinity ou o Star Princess. A cidade é conhecida por seus cassinos e belas praias, sendo considerada um destino de luxo na América do Sul. Ela costuma ser comparada a Saint Tropez por seus visitantes, que vem na maioria da Argentina e Brasil.

Imagens e Texto: (©) Copyrights Daniel Capella, Santos.

CVC quer alugar uma praia na Ilha do Mel

|

A CVC, maior operadora de turismo da América Latina, quer alugar uma praia na Ilha do Mel para destino de seus cruzeiros.

A decisão poder esbarrar nas restrições legais á ocupação da ilha, que não é um balneário mas uma área de proteção.
A CVC acaba de ser comprada pelo Grupo Carlyle, fundo de investimento que compra participação em grandes empresas. Entraram no negócio a operadora de turismo e os cruzeiros. A companhia aérea Webjet e a rede de hotéis GJP ficaram de fora da transação.
O Carlyle adquiriu 63,6% da CVC. O restante segue nas mãos do fundador, Guilherme Paulus, que poderá continuar a frente da operadora de turismo. A estratégia da CVC é ampliar a venda para as classes C e D com pagamentos parcelados. "O navio é como uma grande excursão rodoviária", afirma Guilherme Paulus.
Em dezembro, a empresa divulgou que estava a procura de uma praia particular no sul do país, para montar uma estrutura exclusiva para os navios da operadora, como a que existe na Ilha de Jaguanum, em Mangaratiba, perto de Angra dos Reis. Na ocasião, não foi divulgado o nome da ilha, mas o presidente da CVC deu uma pista bem clara: “Tem uma ilha com nome sugestivo, bem doce”, disse.



Fonte/Texto: (©) Copyright Correio do Litoral.com.
Imagem: (©) Copyright Sebrae.

Carnival Magic marcará o retorno da Carnival para a Europa!

|

A Carnival Cruises anunciou que o seu novo navio Carnival Magic, o segundo da classe Dream, ficará baseado no Mediterranêo de Maio a Outubro de 2011. O Carnival Magic está atualmente em construção nos estaleiros Fincantieri na Itália, e tem entrega programada para 2011. A Carnival não baseia um navio na Europa a certo tempo, a não ser os recém inaugurados que antes de seguir para o Caribe faziam alguns circuitos pelo continente. Com isto a Carnival passa a concorrer com a Royal Caribbean e a NCL sob sua própria marca também na Europa. Para depois de setembro ainda não há roteiros divulgados, mas ele pode continuar na Europa, como o Norwegian Jade e o Brilliance of the Seas ou seguir para a América e se juntar com o resto da frota da Carnival.


Fonte/Texto: (©) Copyright Daniel Capella.

Imagem: (©) Copyright Carnival Cruise Line.

AIDABLU deixa os estaleiros.

|


O novo AIDAblu, da AidaCruises é o sétimo navio da frota e ontem saíu dos estaleiros Meyer Werft, em Papenburg na Alemanha a caminho de Hamburg.
Fevereiro de 2010, terá um solene baptismo no porto de Hamburgo, na Alemanhã.O recém construído navio AIDABlu é o quarto navio da nova geração, AIDAdiva, AIDAbella e AIDAluna. Com uma TAB de 71.100 toneladas, no entanto, o espaço disponível é maior, tendo um deck mais do que os anteriores navios construídos. Terá uma capacidade para 2.050 passageiros e 607 tripulantes.

Fonte/Texto: (©) Copyright Sergio@Cruises.

Imagem: (©) Copyright Andreas Depping, Germany.

Louis vende Ivory para sucata

|




A companhia Louis Cruises Line vendeu um dos seus navios mais antigos, o navio Ivory construído em 1957.Ele foi comprado para a sucata por compradores indianos pelo preço líquido de US $ 2 milhões. O navio Ivory de 12.609 toneladas de porte bruto, que era conhecido como Ausonia, sob responsabilidade italiana antes de entrar para a frota da Louis Cruise Line em 1998.


Como um navio de cruzeiro relativamente pequeno, terá sido difícil para continuar a exploração do navio economicamente para a companhia. A Louis Cruise Line tomou a decisão em consonância com uma estratégia de renovação da frota com a entrada da nova aquisição do Louis Majesty. Assim vai mais navio clássico rumo a Alang, na India.



Fonte/Texto: (©) Copyright Sergio@Cruises.
Imagem: (©) Copyright Bart de Boer.

A Bahia se firma como o terceira região que mais recebe navios no País.

|


Entre os principais pontos de partida e chegada dos cruzeiros marítimos durante a alta estação está a Bahia, que de acordo com a Codeba – Companhia de Docas da Bahia receberá 193 escalas e um número expressivo de 420 mil turistas que desembarcarão nos portos de Salvador e Ilhéus.

Nesta terça-feira (19), os navios Costa Concórdia, com 97% da lotação, e o MSC Lírica, com aproximadamente 2.000 passageiros, estão atracados no porto da capital baiana. As operações de embarque e chegada de cruzeiros consolidam a capital baiana como um polo da atividade no Nordeste.

O aumento do número de embarcações nesta temporada é significativo, em relação ao último ano. No Porto de Salvador foram 110 escalas que com mais de 250 mil turistas. Em Ilhéus, foram 23 escalas, com 80 mil visitantes.

Para o secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, o fato de Salvador passar a ser ponto de partida e chegada das embarcações é muito importante para a economia da cidade. “Isso faz com que muitas pessoas pernoitem na capital, o que é muito significativo para a cadeia produtiva do turismo”, avalia.

A Abremar – Associação Brasileira de Representantes de Empresas Marítimas prevê que, aproximadamente, 900 mil cruzeiristas aproveitem as férias a bordo dos navios em todo Brasil até maio de 2010. A Bahia recebe 46% do total de passageiros que circulam em navios no país, durante a alta estação.

Segundo informações da Codeba, 37 transatlânticos aportarão na capital até maio de 2010, com 150 escalas e um número expressivo de 320 mil pessoas nesses cruzeiros. Já no Porto de Ilhéus, cidade de grande importância no apoio turístico do estado, nove transatlânticos aportarão, com previsão de 43 escalas e 100 mil passageiros.

O aumento do número de passageiros nesta temporada é de 28% em relação ao último ano, na capital. Em 2008, foram contabilizadas 110 escalas com mais de 250 mil passageiros no Porto de Salvador.

AIDA Luna faz escala em Gran Canaria.

|

O novo navio da AIDA Cruises, AIDA Luna, voltou no dia 15 ao Porto da Luz em Las Palmas, a capital de Gran Canaria. O navio está atualmente em um roteiro de 7 noites baseado na cidade. Em sua escala ele pode apreciar um belo dia de sol com tempeaturas elevadas em torno de 26°C, enquanto o resto da Europa sofre com temperaturas que chegam aos 5°C. O AIDA Luna é de propriedade da AIDA Cruises, companhia que faz parte do grupo Carnival na Europa, e é administrada pela Costa Crociere.
A companhia baseia seus navios em Gran Canaria há quase 10 anos, na temporada de Inverno (Hemisfério Norte). Para a próxima temporada a companhia planeja manter o navio em um roteiro entre as Ilhas Balleares e as Canárias. A oferta da companhia se baseia no ClubSchiffe, navio Club numa tradução livre, um conceito da companhia criado para o passageiro que deseja relaxar abordo, com pouca etiqueta, muitas atividades - a bordo e em terra - e os restaurantes sempre abertos. O AIDA Luna foi construido nos estaleiros Meyer em Papenburg na Alemanha. Ele tem 250 metros de comprimento, 33 de largura (boca) e 1.020 cabines para acomodar os seus 2.050 passageiros. A AIDA começará suas operações no Brasil em novembro deste ano, quando o AIDA Cara chegar á Santos, o seu novo porto-base durante o Verão(Hemisfério Sul). Haverão também saídas de Buenos Aires. Também fará algumas passagens pelo Brasil o AIDA Vita que vai ter algumas saídas apartir e para Manaus. Veja a noticia que detalha a temporada da AIDA na América do Sul: clique aqui.


Texto: Adaptado de Yeyo@Cruisers.
Fotos: (©) Copyright Evelio Sosa, Yeyo@Cruisers - Gran Canaria.

Investimentos em terminais portuários para a Copa podem chegar a R$ 677 milhões

|

A Secretaria Especial de Portos espera liberar em torno de R$ 677 milhões ao longo deste ano para adequar ou construir terminais turísticos portuários de sete dos 12 estados que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Além da construção de novos terminais, reforma ou ampliação dos já existentes, os recursos serão destinados a obras de melhoria nas vias de acesso terrestre e na infraestrutura portuária, como a ampliação de cais e a implantação de defensas para atracação de navios. Já a dragagem para aprofundamento dos canais (necessária para permitir a movimentação de embarcações de grande porte) desses e de outros portos já fazia parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) desde 2008 e deverá consumir outros R$ 1,6 bilhão até o fim de 2010.

Segundo a secretaria, o valor a ser investido nos terminais de passageiros foi calculado com base nos projetos elaborados pelos administradores dos portos de Salvador (BA), Recife (PE), Natal (RN), Fortaleza (CE), Santos (SP), do Rio de Janeiro (RJ) e de Manaus (AM). Maior porto da América Latina, Santos receberá investimentos devido à sua proximidade com São Paulo, uma das cidades-sede do Mundial.

Além de permitir que maior número de cruzeiros atraque simultâneamente nos portos, atendendo assim ao aumento do número de turistas que visitarão o país durante o evento, os investimentos também possibilitarão que os navios permaneçam atracados. A solução será uma alternativa à falta de leitos em hotéis, a exemplo do que ocorreu durante os Jogos Olímpicos de 2004, na Grécia, de 2000, na Austrália, e de 1992, na Espanha, durante os quais parte dos turistas optou por viajar e permanecer hospedado nos transatlânticos.

De acordo com a assessoria da secretaria, a proposta de investimentos está sendo analisada pela Casa Civil e aguarda aprovação presidencial. O projeto destina a maior parte dos recursos, cerca de R$ 299 milhões, para o Rio de Janeiro, onde serão construídos três novos piers. Em seguida, vem o Porto de Santos, cuja obra de realinhamento de 1.500 metros do cais e a implantação de 3,5 quilômetros de via interna de acesso ao terminal custarão cerca de R$ 114 milhões.

O Porto de Mucuripe, em Fortaleza, prevê gastar pouco mais de R$ 93 milhões para construir um terminal marítimo de passageiros, um berço de múltiplo uso para atracação de navio, estacionamento e para pavimentar e urbanizar o acesso ao terminal.

Já Manaus receberá R$ 79,9 milhões para adaptar e restaurar os terminais já existentes, ampliar o cais, instalar defensas e criar um estacionamento de cerca de 7 mil metros quadrados ligado ao terminal por uma passarela coberta.

No Porto de Natal, onde também não há terminal turístico e os navios atracam em um berço destinado à movimentação de cargas, a adaptação de um galpão frigorífico desativado, a ampliação do cais, a pavimentação das vias de acesso e do estacionamento custarão R$ 46,5 milhões.

Em Salvador, cujo terminal de passageiros passou por reforma recente, a secretaria considera necessário realizar novas obras a fim de oferecer maior comodidade aos usuários. A estimativa é de que as obras custem R$ 29,26 milhões, incluindo a pavimentação e a urbanização do sistema viário externo e do estacionamento.

Outra capital que ainda não conta com terminal e usa tendas móveis para o traslado de passageiros, Recife deverá receber cerca de R$ 17 milhões para adaptar o Armazém 7, de cerca de 2,7 mil metros quadrados, e construir um anexo, além de pavimentar e urbanizar todo o entorno do futuro terminal.

Fonte/Texto: (©) Copyright Portal Terra.

Imagem: (©) Copyright Daniel Capella - Santos.

 

©2013 Design por Ray Câmara