Pullmantur ainda não anunciou navio para Noronha, e pode não fazê-lo.

|

O Ocean Dream foi o último navio a operar na região. 
Apesar de não ter feito anuncio oficial até o momento, a Pullmantur há um bom tempo já comercializa suas viagens para a temporada brasileira 2012/2013. Até agora, estão previstas as vindas de somente três navios, um a menos em relação a temporada passada, quando a companhia teve no Brasil o Zenith, o Empress, o Sovereign e o Ocean Dream. Este último aliás, foi fretado enquanto ainda em águas brasileiras, e  é o único que não retornará, por este motivo.

Porém, o Ocean Dream realizou na última temporada os roteiros com passagem por Noronha, que são únicos, já que são de exclusividade da Pullmantur/CVC. Sendo assim, a Pullmantur não pretende abrir mão de realizá-los nos próximos anos, e ainda está tentando achar uma alternativa para operar na região. O maior problema é que atualmente não há navios com as dimensões ideais em sua frota, e também não consegue encontrar disponíveis no mercado para fretar.

Chegou a especular-se que a companhia poderia ainda utilizar o Oceanic - que durante anos foi o principal navio da Pullmantur - mas a idéia acabou não se concretizando. A dificuldade está em encontrar um navio de pequenas dimensões, já que há uma restrição na quantidade de passageiros que podem desembarcar na Ilha ao mesmo tempo, em bom estado, e que seja do mesmo nível do resto da frota.

A Pullmantur ainda trabalha com uma segunda hipótese: convencer o governo a mudar a legislação para que um navio maior possa fazer viagens na região. Apesar das restrições terem sido implantadas para preservar a natureza do local, os cruzeiros realizados anualmente são de grande importância para a indústria turística regional, e também para o comércio e populações locais, já que trazem grande quantidade de turistas. Fatores que podem pesar na decisão do governo, mesmo assim, é bem provável que a companhia pela primeira vez em muitos anos não tenha um navio nessa rota.

Pacific

Enquanto isso, o Pacific, que já foi da Pullmantur, e até mesmo da CVC, e que por muitos anos fez essa rota, sendo inclusive, o único navio em anos a passar um ano inteiro no Brasil, continua em Gênova, na Itália, a espera de seu destino. Desde que quase foi vendido à sucata, o navio voltou a estar a venda, o navio foi visitado por Peter Knego, que fez várias fotos do interior do navio, e as disponibiliza aqui, em seu site.

Mesmo construído em 1971, e sem operar há aproximadamente 4 anos, o navio continua chamando a atenção de muitos entusiastas ao redor do mundo, e o não cumprimento de sua venda, foi muito comemorado. Nesse interessante vídeo, com sua história, é mais fácil entender o porquê da adoração pelo ex-Love Boat.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Diogo Kyrillos e Peter Knego.

Rio de Janeiro terá várias estreias na próxima temporada

|

Arcadia: navio da P&O é um dos que farão sua primeira escala no Rio na temporada 2012/2013
O Rio de Janeiro terá cinco estreias na próxima temporada, a 2012/2013, que se inicia em novembro. Os gigantes Costa Fascinosa e Costa Favolosa, inaugurados em maio deste ano e em junho do ano passado, respectivamente, juntam-se ao Grand Princess, ao Maasdam e ao Arcadia, que vêm à cidade pela primeira vez.

O Costa Fascinosa faz sua primeira atracação no Pier Mauá na manhã do dia 12 de dezembro. Com 290 metros de comprimento e 35,5 metros de largura, o navio de € 510 milhões possui 1508 cabines, com capacidade máxima de 3.800 passageiros e 1.110 tripulantes.

Grand Princess
Seis dias depois é a vez do Costa Favolosa atracar no Pier. Como o próprio nome sugere (Favola, em italiano significa conto de fadas), o Costa Favolosa foi planejado para refletir a emoção e o entusiasmo das pessoas que associam um cruzeiro a uma viagem mágica. Os dois novos navios da Costa Cruzeiros farão cruzeiros pelo litoral brasileiro até o final da temporada.

No dia 18 de janeiro chega ao Rio o Arcadia, da P&O Cruises, em um cruzeiro de volta ao mundo (99 noites), que se inicia em 5 de janeiro de 2013 em Southampton e termina no dia 14 de abril, no mesmo porto. O Arcadia fará duas escalas na cidade durante a temporada. O estilo moderno e inovador está presente em todos os aspectos deste navio, desde as impressionantes área públicas às cabines, adornadas com arte britânica.

No domingo de carnaval, 10 de fevereiro, dia em que o Pier Mauá baterá novo recorde – com oito atracações simultâneas – chegam o Grand Princess e o Maasdam, ambos em cruzeiros de longo curso. O Grand Princess, totalmente remodelado em 2011, tem capacidade para 2.700 passageiros, possui 700 cabines com varanda e um deck inteiro de mini-suítes. É gêmeo do Star e Golden Princess, que já estiveram no Rio várias vezes.

Costa Favolosa
Já o Maasdam, gêmeo do Veendam e Ryndam, da Holand America Line (HAL) que já estiveram na cidade em outras temporadas, fará pela primeira vez uma viagem a América do Sul, em um roteiro interessante e incomum, com ida e volta a Fort Lauderdale, nos EUA, e destino ao Brasil e outros países da região, veja detalhes da viagem aqui. Será o terceiro navio da HAL a fazer escala no Rio na temporada 2012/2013, além dele também farão passagens o Prinsendam e o Veendam.

Além destas embarcações, que visitam o Rio pela primeira vez, o Pier Mauá receberá mais 31 transatlânticos, que farão 169 escalas na cidade durante a temporada 2012/2013.

Texto (©) Copyright Adaptado de Píer Mauá.
Imagens (©) Copyright Paris Andreou, Ivan T. e Costa Crociere.

Paranaguá quer ser incluída no itinerário dos cruzeiros

|

MSC pode fazer escalas teste já na próxima temporada.
O Grupo de Trabalho do Turismo Náutico (GT Náutico) do Governo do Paraná apresentou nesta sexta-feira (29), em Paranaguá, o projeto do terminal de passageiros do Porto de Paranaguá para a diretora de Infraestrutura da Associação Brasileira das Empresas Marítimas (Abremar) e diretora de operações da MSC Cruzeiros, Márcia Leite. O objetivo da reunião foi falar sobre a inserção do terminal no Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto Organizado (PDZPO) de Paranaguá, que representa o comprometimento da autarquia e do governo do estado em viabilizar a construção do terminal no menor período de tempo possível.

“O Porto de Paranaguá é o primeiro do país a incluir no seu plano de zoneamento um terminal de passageiros. Essa foi uma solicitação do município, atendida porque entendemos que o Turismo beneficia tanto a cidade quanto o próprio porto”, afirmou o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

O GT, que é gerido pelo secretário de Estado do Turismo, Faisal Saleh, tem como objetivo principal inserir o Paraná na rota dos cruzeiros marítimos. Segundo o secretário, com a presença dos principais atores da atividade de turismo do Paraná, essas discussões e debates são componentes essenciais para alavancar o turismo. “Aqui a gente já percebe um ambiente absolutamente integrado, todas as forças articuladas num só discurso, mostrando para qualquer investidor que estamos dando um passo que é definitivo”, comenta.

Pela primeira vez em Paranaguá, Márcia Leite falou sobre a importância do Paraná, enquanto terceiro melhor mercado de turismo. Ela comentou, também, o esforço do GT Náutico de Paranaguá e elogiou a iniciativa da Appa. “Ter o terminal de passageiros inserido no PDZPO não é apenas um passo, é um salto à diante. É uma conquista que representa muito para nós que estamos vindo para cá e investindo”, afirma.

Com navios de capacidade entre 2.200 e 4.300 pessoas, a MSC estuda realizar paradas técnicas dos cruzeiros em Paranaguá. No ano passado, o navio alemão AIDAcara, que trazia 1200 passageiros à bordo, realizou quatro escalas em Paranaguá, sendo que o atendimento aos grupos foi considerado impecável.

Presente na reunião, o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, falou dos projetos e investimentos do Estado para impulsionar o turismo no Paraná. “Estamos atentos às necessidades de infraestrutura para se investir no turismo no Estado. Não mediremos esforços para que isso aconteça com solidez e agilidade para promover felicidade aos turistas e desenvolvimento econômico e social para o Paraná”, garante.

Próximo passo – Ainda de acordo com o secretário de Estado do Turismo, o projeto do terminal de passageiros do Porto de Paranaguá será apresentado, agora, para todos os representantes da Abremar. “Estamos planejando fazer isso em Agosto, durante o Festival de Turismo do Litoral. Queremos trazer os armadores para cá, recebê-los, fazer visitas na região. Com isso, ampliamos a possibilidade de sucesso e a confiança na região”, conclui Faisal.

 Texto (©) Copyright Último Instante.
Imagem (©) Copyright Daniel Capella.

Desde os estaleiros...

|

STX France se prepara para lançamento do Europa 2

O estaleiro francês de St. Nazaire, Chantiers de l'Atlantique, ou simplesmente STX France se prepara para lanças o mais novo navio da Hapag-Lloyd Cruises, o Europa 2. O navio, que deverá entrar em serviço em Maio de 2013 já tem quase todas os seus 25 blocos posicionados, e será lançado a água assim que as últimas peças forem posicionadas. Sua construção que começou em Março do corrente ano, então, continuará fora da doca seca. Veja mais sobre o navio, que terá 40 mil toneladas, e capacidade para aproximadamente 500 passageiros, nesse link.

Seven Seas Navigator deixará frota caso Regent Seven Seas confirme novo navio
A Regent Seven Seas Cruises (RSSC), como já noticiados por nós antes (clique para ver), pretende construir um novo navio para sua frota, que atualmente é composta por três navios, o Seven Seas Mariner, o Seven Seas Voyager e o Seven Seas Navigator. Caso a construção se confirme, a companhia informou que não pretende continuar operando o seu menor navio, o Seven Seas Navigator. A RSSC tem planos para construir um novo navio, de tamanho não muito maior aos seus atuais, e com entrega em 2015, o estaleiro que está mais próximo da ordem é o STX France. Quanto ao Seven Seas Navigator, deverá ser vendido ou  fretado.

Saga Cruises confirma intenção de construir um navio para seu segmento de cruzeiros

Saga Sapphire
A subdivisão de cruzeiros da Saga Holidays confirmou suas intenções de construir um novo navio, disse um diretor da empresa. O principal motivo para a decisão é o aumento de 15% ao ano do negócio da companhia, e o alto custo para a reforma de navios mais antigos, como o Saga Sapphire, que foi o último a entrar em operação pela companhia. Na reforma do navio, foram gastas 28 milhões de Libras Esterlinas, 4 milhões a mais do que o inicialmente previsto. No caso do Saga Ruby, o diretor afirma que a companhia gastou mais com a reforma do que para adquirir o navio, que foi construído em 1973 como Vistafjord. Ademas, um navio novo teria uma vida útil maior, e poderia trazer inovações, e tecnologias, como as de economia de combustível, não encontradas nos navios mais antigos.

Celebrity Reflection; último navio da classe Solstice será lançado em Agosto
Celebrity Reflection
O último navio da classe Solstice da Celebrity, iniciada com o navio homônimo em 2008, será lançado em Agosto, no Meyer Werft, em Papenburg, Alemanha. Sua viagem inaugural deverá acontecer em Outubro, quando, no dia 12, o Celebrity Reflection começará a navegar comercialmente pela Europa. Com 126 mil toneladas, além de o último, é o quinto navio da classe Solstice, com capacidade para 3,030 passageiros em ocupação dupla. Após sua entrega, o grupo Royal Caribbean só terá em encomenda um navio, o primeiro da classe Solstice, que deverá começar a ser construído nesse mesmo estaleiro em breve (ainda há um navio para a TUI Cruises, encomendado pela joint-venture Royal-TUI Ag ao STX Finland). Para ver mais detalhes do Reflection clique aqui.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Bernard Biger (MeretMarine), Ian Boyle, Saga e Meyer Werft.

Diretora de Operações da MSC faz visita a Florianópolis

|


Ponte Hercílio Luz. 

Representantes de entidades e órgãos públicos ligados ao setor de turismo e infraestrutura de Florianópolis marcaram presença na reunião promovida, nesta terça-feira (26), pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis com a diretora Operacional da MSC Cruzeiros do Brasil, Márcia Leite. Em visita ao Estado, a diretora da empresa líder em cruzeiros marítimos no Brasil veio saber do poder público da Capital catarinense se há interesse em receber escalas de navios da operadora e o que está sendo feito para resolver a questão da infraestrutura – construção de um píer turístico para recepção e desembarque de passageiros.

A resposta do secretário municipal de Turismo, Vinicius Lummertz foi positiva. “Estamos destinando 1,5 milhão de reais que recebemos do Governo Federal para dar início a todos os estudos necessários que vão designar o melhor local para a construção do equipamento. Além disso, se houver interesse da MSC no píer de Canasvieiras, nos comprometemos em viabilizar as concessões. Quem sabe conseguimos uma escala teste para a próxima temporada”, afirmou. Já a diretora da MSC Cruzeiros destacou o grande interesse da empresa em ter Florianópolis como destino de seus navios, entrando até como parceria na construção de um terminal de cruzeiros. “Fizemos isso em alguns destinos na Europa, como em Palma de Maiorca, e estamos estudando a entrada da empresa no projeto de revitalização do Porto Valongo, em Santos”, disse.

Além do secretário municipal de Turismo de Florianópolis, estiveram presentes o presidente da Santur, Valdir Walendowsky; o presidente do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes de Florianópolis, Tarcísio Schmitt; além de representantes da SC Parcerias, IAB/SC, Sindimóveis/SC, Habitasul, Florianópolis Conventions & Visitors Bureau, entre outros.

Texto (©) Copyright Prefeitura Municipal de Florianópolis.
Imagem (©) Copyright Daniel Capella.

Trabalhos de remoção do Costa Concordia são iniciados.

|

Créditos: AFP
Equipes de resgate começaram nesta semana os trabalhos preliminares para os preparativos para desencalhar o semi-submerso Costa Concordia que protagonizará a maior operação deste tipo da história.

Uma barcaça posicionou-se ao lado do navio, e removeu o radar e o mastro principal da embarcação, a partir dos andares superiores. O tobo-água, a piscina e a grande chaminé amarela também serão retirados nas próximas semanas, afirmam as autoridades locais.

O navio de 290 metros, operado pela Costa Crociere, unidade da Carnival Corporation, naufragou parcialmente ao largo da ilha toscana de Giglio em 13 de janeiro, após se chocar contra rochas submersas nas proximidades. Pelo menos 30 pessoas morreram e duas ainda estão desaparecidas.

"O trabalho preliminar já começou antes de o navio se estabilizar, o que deve acontecer nos próximos meses", disse o prefeito de Giglio, Sergio Ortelli, na quarta-feira. 

A empresa dos EUA Salvage Titan, de propriedade de Crowley Marítimo Corp, e a italiana Micoperi são as responsáveis pelo desencalhar pela remoção da embarcação, que vai custar pelo menos US $ 300 milhões e durará cerca de um ano. 

O Concordia deve ser estabilizado até o final de Agosto. Isso deverá evitar que ele continue se deslocando para baixo e mergulhe em águas profundas, caso venha a superar a borda rochosa onde está alojado. 

Dois guindastes ligados a uma plataforma submarina serão posicionados ao lado do navio de 114.500 toneladas, e em seguida, puxarão-o para a posição vertical, ajudados pelo peso de grandes tanques cheios de água que serão montados na parte do navio acima da água. 

Uma vez na posição vertical, mais tanques serão montados no outro lado do casco. Eles irão então ser esvaziados e enchidos com ar para desencalhar o navio, que será rebocado a uma cidade italiana e posteriormente desmontado. 

A Carnival Corp e a Costa Crociere garantiram para a indústria turística local (de Giglio) que a proteção ao ambiente durante a operação de resgate será a principal prioridade.
Créditos: AFP
Texto (©) Copyright Adaptado de Toronto Sun.
Imagens (©) Copyright AFP.

Yacht Club do Fantasia terá menu diferenciado também durante temporada brasileira

|

A partir de novembro, a MSC Cruzeiros traz ao Brasil pela primeira vez um o seu maior navio; o MSC Fantasia, com capacidade total para 4.360 hóspedes e vários diferenciais.Um deles é a carta de vinhos com os melhores rótulos do mundo e um menu de primeira classe assinado pelo conceituado chef Mauro Uliassi, um verdadeiro presente para os apreciadores da alta gastronomia. Reconhecido com duas estrelas pelo Guia Michelin, o italiano preparou um cardápio completo especialmente para proporcionar um momento a bordo de muito estilo, prazer e sabor. Suas preparações, harmonizadas perfeitamente com as bebidas, estarão disponíveis nos jantares do restaurante privativo L’Étoile, exclusivo para os hóspedes da área mais sofisticada do navio, o MSC Yacht Club, que conta com 71 cabines de alto padrão e serviços especiais.

Além de sua parceria com a MSC Cruzeiros, Uliassi está à frente do restaurante homônimo em Senigallia, província de Ancona (Itália), e é um grande pesquisador de novos sabores, misturando técnicas tradicionais da cozinha mediterrânea, com novas formas de combinação e apresentação dos ingredientes. Com inspiração contemporânea, suas opções no MSC Fantasia incluem filé com caramelo de vinagre balsâmico acompanhado de pimenta e abacaxi marinado com lima e menta; salmão norueguês com molho hollandaise e vegetais ao vapor; sopa gratinada de cebola, além de queijos e vinhos europeus com denominação de origem protegida (DOP/DOC/AOC), que revelam o valor dos melhores produtores regionais da França e Itália, em iguarias como o Roquefort e o Castelmagno, sempre acompanhados de frutas secas, vegetais e geleias que casam perfeitamente com seus sabores.

Os apreciadores de vinhos podem unir seus pedidos aos champanhes, espumantes, tintos, brancos e rosés mais renomados entre enólogos de todo o mundo. As entradas podem ser acompanhadas pelo sofisticado Cristal Brut Millesimé Louis Roederer, vindo de Reims (França), já peixes e frutos do mar podem ser servidos em conjunto com o Bellavista Franciacorta Cuvée, da Lombardia (Itália), carnes vermelhas e queijos vão bem com o encorpado Amarone della Valpolicella Classico, de Veneto (Itália) e, para os doces, a escolha perfeita pode ser o La Chapelle de Sainte Roseline Cru Classé Rosé, de Côtes de Provence (França).

Na sobremesa, as escolhas do chef vão desde o clássico italiano tiramisù, até preparações com inspirações mais tropicais, perfeitas para o verão brasileiro. O Ciocco cocco é um belo exemplo e mistura sorvete de coco com um leve mousse de chocolate meio amargo. Outras diversas opções de sorvetes e sorbets também estão disponíveis, além de frutas da estação e pralinés belgas e franceses com combinações de mel, castanhas e chocolates. Após um jantar suntuoso como esse, os cruzeiristas que optarem por se hospedar no MSC Yacht Club poderão desfrutar também de seu bar, além de serviço concierge e mordomo 24 horas. As cabines dessa elegante categoria possuemsistema all Inclusive de bebidas e são equipadas com Nintendo Wii, banheiros de mármore com banheira, menu de travesseiros, janelas panorâmicas e possuem acesso à piscina privativa.

Reconhecido internacionalmente por ter recebido diversos prêmios, entre eles: “Chef do Ano”, na Itália, em 2000; “Reconhecimento de Magnificência” da Academia da Cozinha Italiana, de 2003 a 2010 e classificação “3 garfos” de excelência no ranking da revista Gambero Rosso (de 2006 a 2010), entre outros, o Mauro Uliassi é dono de um estilo que dialoga diretamente com a essência do conceito de acomodação dessa classe privilegiada dentro do MSC Fantasia, que trará ao público brasileiro experiências incomparáveis de conforto e sofisticação.

Texto e Imagem (©) Copyright Assessoria de Imprensa MSC.

Oasis of the Seas terá internet ultra-rápida

|

Oasis of the Seas em Southampton, Inglaterra.
O maior navio de cruzeiro do Mundo, o Oasis of the Seas, da Royal Caribbean International, terá agora a bordo conexão de internet ultra-rápida. A internet com maior velocidade estará disponível a bordo do navio no inverno de 2013, e permitirá, assim, aos passageiros a interação com o mundo com uma velocidade muito superior. A internet é considerada uma das últimas barreiras dos navios de cruzeiro, que ainda hoje contam com sinal muito ruim, levado aos navios por satélite, mas bastante inferior ao encontrado em terra, e com velocidade consideravelmente ruim.

O Presidente geral da companhia, Adam Goldstein, afirmou que: "A Royal Caribbean comprometeu-se em fazer das férias dos nossos clientes cada vez mais contemporâneas, e isso passa também pelos avanços tecnológicos que oferecem as conveniências modernas que os nossos hóspedes também desfrutam em terra". O projeto da Royal é uma parceria com a O3b Maritime que será responsável pelo upgrade da internet a bordo do navio. O Oasis of the Seas, construído em 2009 é desde então o maior navio do mundo,  com 360 metros de comprimento, 225mil toneladas, e capacidade para 6,400 passageiros.


Texto (©) Copyright Adaptado de Jorge Ferreira.
Imagem (©) Copyright Ian Boyle.

Ocean Countess em Lisboa.

|

O Ocean Countess está de volta a ativa. Após vários meses servindo como acomodação em uma plataforma de petróleo na Alemanha, o veterano navio voltou a operar para sua companhia a Cruise & Maritime Voyages, do Reino Unido. 
Durante um cruzeiro iniciado em Liverpool, o navio, que tem registro na Ilha da Madeira, território atlântico português, escalou a cidade de Lisboa ontem. A escala faz parte de um roteiro pela península ibérica que ainda fará escala em Portimão, também em Portugal.
O Ocean Countess fez, há não muito tempo, uma temporada no Brasil, no Nordeste, em substituição ao Pacific, que na ocasião não pode vir ao país cumprir seus roteiros previstos por problemas técnicos (que acabariam deixando-o imobilizado definitivamente em Gênova mais tarde). A CVC o apelidou de Ocean Pacific em sua temporada brasileira, antes de dirigir-se ao país o navio encontrava-se sem operador, após a falência de sua companhia, e o cancelamento de seus roteiros pelas Ilhas Gregas.
Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Rui Agostinho.

MSC terá mais mini-cruzeiros na próxima temporada

|

MSC Magnifica, que realizará a maioria dos mini-cruzeiros da próxima temporada.
 Ideais para quem quer viajar e relaxar, mas tem pouco tempo disponível, os mini-cruzeiros da MSC Cruzeiros estarão ainda mais presentes na próxima temporada brasileira, com diferentes destinos e duração de três a quatro noites. Atendendo às preferências do público e do setor, a armadora italiana aumentará suas opções, disponibilizando roteiros compactos e repletos de entretenimento, que permitem conhecer as ilhas tropicais de Santos, Ilha Bela/Angra dos Reis, Búzios e Ubatuba a bordo de três dos mais modernos e luxuosos navios da armadora, MSC Fantasia e MSC Magnifica, que estrearão no Brasil na temporada 2012/2013, e o MSC Orchestra, já agraciado pelos brasileiros. Esses cruzeiros podem também atender àqueles que vão experimentar, pela primeira vez, a atmosfera de luxo e entretenimento em alto mar.

A armadora italiana destaca 16 saídas nesses moldes, de novembro de 2012 até março de 2013. Entre esses, encontram-se três novos minicruzeiros a bordo dos novos navios que virão para a América do Sul: MSC Fantasia (01 e 05/12) e no MSC Magnifica (24/02/2013). Ambos transatlânticos combinam a expressão máxima do design italiano com a alta tecnologia e o requinte para a temporada 2012/2013 nessa região.

“Existe uma grande demanda no Brasil por cruzeiros de pequena duração e eles são procurados principalmente por pessoas que não podem se afastar do trabalho por muito tempo, mas que fazem questão de viverem bons momentos em um período de descanso inesquecível, com uma infraestrutura completa e repleta de diversão, que só um navio de porte internacional pode proporcionar”, ressalta Edi Guerreiro, Gerente Comercial da empresa.

Confira as novas opções de minicruzeiros:
MSC Fantasia
Saída: 01/12/2012 (4 noites)
Roteiro: Santos (SP), Búzios (RJ), Ilha Grande/Angra dos Reis (RJ) e Santos (SP).

MSC Fantasia
Saída: 05/12/2012 (3 noites)
Roteiro: Santos (SP), Búzios (RJ), Ilha Grande/Angra dos Reis (RJ) e Santos (SP).

MSC Magnifica
Saída em 24/02/2013 (4 noites)
Roteiro: Santos (SP), Búzios (RJ) e Ubatuba (SP).

Texto (©) Copyright Adaptado de Press Release da MSC.
Imagem (©) Copyright Gerolf Debres.

Temporada Européia 2012 terá 206 navios.

|

O Norwegian Epic é um dos maiores navios na Europa este ano.
A temporada de cruzeiros de Verão na Europa já começou e este ano contará com 206 navios de companhias associadas a CLIA, que irão escalar em 528 destinos, dos quais quatro nunca antes foram visitados por navios.

A Associação Internacional de Companhias de Cruzeiros (CLIA) informa que durante a temporada de Verão, 79 navios das suas associadas irão voltar às águas europeias, vindas das suas rotas de Inverno nas Caraíbas, América Latina, África e Ásia somando uma frota total de 206 navios operados por 64 companhias, servindo 528 destinos desde o Mediterrâneo ao Ártico.

O Riviera é um dos mais novos, tendo sido inaugurado há
alguns meses.
Dos 79 navios que se posi- cionarão na Europa no Verão, 53 vieram do Caribe, 19 da América do Sul, e 7 da África e Ásia.

De acordo com os dados compilados pela Clia e ECC, nesta temporada européia 20 navios são novos, sendo que 13 entraram em serviço através de novos operadores.

A temporada de Verão será ainda caracterizada pela introdução de três novas companhias de cruzeiros e quatro novos destinos: Brac e Makarska na Croácia, Lyme Regis no Reino Unido e Vlissingen na Holanda.

O Mediterrâneo continua a ser a região que reúne a maior parte das companhias de cruzeiros no Verão. Este ano estarão 45 navios a operar no Mediterrâneo Oriental e Mar Negro, 44 no Mediterrâneo Ocidental, 40 no Mediterrâneo Central e 10 noutras regiões do Mediterrâneo, diz a nota da CLIA. As ilhas Atlânticas reúnem 30, o Báltico 40, Noruega e Árctico 43 e 44 no Norte da Europa.

Texto (©) Copyright CLIA (Presstur).
Imagens (©) Copyright Sergio Ferreira.

Novas fotos no Facebook.

|

Ilha das Palmas, foto do álbum "Santos, Brazil".
Nossa página no facebook já contabiliza mais de 380 opções curtir, e some exatamente 2,085 fotos de navios, destinos, cidades, entre outros. Recentemente, foram acrescentadas em torno de 200 fotos do interior do Costa Victoria, outros mais de 100 do interior do Ocean Princess, muitas da cidade de Santos, e até mesmo novos álbuns foram criados, como o das chaminés dos navios, e o que homenageia a Fortaleza da Barra, em Santos.
Bleu de France, foto do álbum "A Fortaleza da Barra e os Navios".
Além das fotos, nossa página possui um fórum destinado ao mercado de cruzeiros, com um tópico para cada navio que fará a temporada brasileira. Ele está disponível nesse link, para acessá-lo é necessário ter conta na rede social.
Deutschand, foto do álbum "Chaminés"
Procuramos, com a página do facebook, mais do que divulgação, um plataforma de apoio ao blog, oferecendo mais proximidade com os leitores, e oferecer um conteúdo adicional, que por ventura não tem no blog sua melhor opção de divulgação. Por isso, se você ainda não a curtiu, não deixa de fazê-lo!
Piscina do Costa Victoria, do álbum "Costa Victoria"

Royal Caribbean deverá anunciar temporada 2013/2014 no Brasil em Outubro

|

Vision of the Seas poderá estar de volta. 
A Royal Caribbean International, que desde 2007 voltou a fazer temporadas regulares no Brasil deverá anunciar sua mais nova temporada na região, a 2013/2014 em Outubro desse ano. Antes, porém, a companhia deverá anunciar mais saídas do Mariner e do Voyager of the Seas na Ásia, e o restante da temporada caribenha, em especial, da área sul do Caribe.

A temporada porém, não deverá apresentar grandes novidades. Muito provavelmente, assim como na próxima, o navio na América do Sul será o Splendour, e este não deverá novamente ter companhia, sendo o único navio da companhia no Atlântico Sul.

Isso porque todos os outros navios da Royal já tem destino para a época, ou estarão muito distantes do Brasil, como é o caso do Mariner, que estará nas proximidades da China no final de 2013, e ainda não tem destino definido. A exceção é o Vision of the Seas, que poderá voltar à América do Sul após uma temporada distante.

A Royal Caribbean espera aumentar sua presença no Brasil, em 2015, após receber o primeiro dos novos navios da classe Sunshine, o que permitirá a companhia reorganizar sua frota em seus destinos de inverno boreal (verão no hemisfério sul).

Texto e Imagens (©) Copyright Daniel Capella.

Celebrity Cruises apresenta cruzeiro temático com foco em vinhos

|


A bordo do Celebrity Constellation roteiro terá escalas nos principais portos da Europa
São Paulo, 20 de junho de 2012 - Em um itinerário de 12 noites pela Europa, a Celebrity Cruises apresenta um cruzeiro temático para os amantes do vinho. Com saída no dia 23 de outubro de 2012, a bordo do Celebrity Constellation, o roteiro oferece degustações e harmonizações com diferentes tipos de vinhos - oportunidade ideal para os hóspedes que desejam aprender ou se aprimorar no conhecimento de uma das bebidas mais apreciadas do mundo.

Com uma programação repleta de atividades, o cruzeiro temático contemplará palestras e degustações com um sommelier da companhia e roteiro com saída de Southampton, na Inglaterra, e escalas nos principais portos da França (Bordeaux e Paris), Portugal (Porto) e Espanha (Vigo e Bilbao), com três pernoites – Bordeaux, Bilbao e Paris.

As reservas saem a partir de R$ 1.325,00 + 9x R$ 589,00 (ou R$ 6.626,00 a vista) por pessoa, em cabine interna dupla. O pacote inclui passagem aérea São Paulo / Londres / São Paulo, pela TAM, em classe econômica, duas noites de hospedagem no Hotel Melia White House (sendo uma noite pré-cruzeiro e uma pós-cruzeiro), seguro de viagem e transfer aeroporto / hotel / porto / hotel / aeroporto.


Para mais informações acesse: www.celebritycruises.com.br ou ligue para (11) 4949.3100

Texto: Press Release Assessoria de Imprensa Celebrity Cruises - Todos os direitos reservados

Alinhamento do Cais de Outerinhos terá início em agosto

|

Deverão começar até o início de agosto as obras de alinhamento do Cais de Outeirinhos, entre os armazéns 23 e 29 do Porto de Santos. A previsão é que a primeira fase do projeto, que será feita entre o Cais da Marinha e o T-Grão, seja concluída até o final do próximo ano. Já a segunda etapa, entre o T-Grão e o Terminal de Passageiros Giusfredo Santini, deve terminar até a Copa de 2014. 

O prazo para o início dos trabalhos foi apresentado ontem pelo ministro dos Portos, José Leônidas Cristino, durante visita ao complexo santista. Sua expectativa tem como base a divulgação do resultado da última fase (de preços) da licitação para execução da obra, publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União.

A melhor oferta (de menor valor) foi a do consórcio formado pela Serveng, pela Constremac e pela Constran, no valor de R$ 287,2 milhões. Mas isso ainda não significa que o grupo seja o vencedor da concorrência, pois a partir de hoje as empresas participantes têm o prazo de cinco dias para interpor recursos. Caso haja alguma manifestação, haverá o mesmo período para contra-recursos. Apenas depois desse trâmite, a estatal poderá publicar o resultado oficial da disputa.

A firma vencedora terá o prazo de 26 meses para concluir o serviço – se começar em agosto, poderá irá até outubro de 2014. No entanto, a Codesp espera que os trabalhos sejam finalizados antes de julho desse ano, quando será realizada a Copa de 2014 e operadoras trarão navios de cruzeiros ao Porto, com turistas para os jogos. Já está confirmada a vinda de um grupo de mexicanos, a bordo de dois navios.

Com o alinhamento do Cais de Outeirinhos, o terminal de cruzeiros terá condições de receber seis navios em suas proximidades. Atualmente, somente três embarcações conseguem atracar em frente ao terminal.

Vermelho: traçado atual do cais
Marrom: área a ser aterrada
Azul: Novo traçado do cais
1: Cais da Marinha (Armazém 23)
2: T-Grão (Armazém 24)
3: Concais (Armazém 25 e Frigorífico)
Etapas
Conforme explicou o diretor de Infraestrutura e Execução de Obras da Codesp, Paulino Moreira Vicente, a conclusão da primeira etapa das obras até o final do próximo ano já será suficiente para permitir a parada de mais navios no entorno do terminal. Essa fase inicial englobará os trechos 1, 2, 3 e 4. A escolha deles como prioridade para o início dos trabalhos visa evitar qualquer tipo de transtorno à movimentação do Porto. Ao todo são sete trechos.

“Se por ventura existirem obstáculos maiores (para começar a segunda fase), não há problema, porque fazendo os trechos 1, 2, 3 e 4, colocando em operação e mantendo a operação que já existe hoje no terminal (de cruzeiros), eu garanto para a Copa o mesmo resultado que se espera com a obra (finalizada)”, disse.

Segundo o diretor, a execução dos trechos 5, 6 e 7, que ficam em frente ao terminal de passageiros, tem como objetivo principal permitir o aprofundamento dos berços locais, dos atuais 7,5 metros para 15 metros, para que o Porto tenha chance de receber navios maiores. “Alguns navios de cruzeiro já têm nove metros e, nesse ponto, eles estão prejudicados”. 

Nos primeiros trechos, a profundidade será elevada de 4,5 metros para 15 metros. A previsão é de que a segunda fase do projeto tenha início antes mesmo de ser finalizada a primeira etapa, disse Paulino. A execução simultânea contribuirá para que todo o serviço esteja concluído para o evento esportivo. “Vale lembrar que essa obra não é só para passageiros, mas é também para fazer a operação de cargas”.

Texto (©) Copyright A Tribuna.
Imagens (©) Copyright Daniel Capella e Editada do Google.

Delphin voltará ao Brasil sob bandeira de nova companhia

|

Delphin em 2009 no Rio de Janeiro.
O Delphin, que muitas vezes veio ao Brasil, servindo ao mercado alemão, e operando para a companhia Hansa Kreuzfahrten voltará a América do Sul na próxima temporada, fazendo mais uma vez várias escalas no país. Após um período imobilizado em Veneza, desde que sua companhia faliu, o navio passou  algumas temporadas ausente. Porém, agora com a serviço de uma nova companhia, a embarcação voltou, recentemente, a operar na Europa.

Com a maioria de suas características mantidas, o novo operador do navio, a Passat Kreuzfahrten, optou também por manter os roteiros do navio, popular na Alemanha, semelhantes aos de sua antecessora. Assim, o Delphin estará no Brasil entre 27 de Dezembro e 1 de Janeiro. Sua passagem pelo país será aberta com uma escala em Natal, no Rio Grande do Norte, e seguirá com escalas em Recife, e Salvador, nos dias 28 e 29 de Dezembro, respectivamente.

No Rio de Janeiro, última escala no Brasil, haverá uma pernoite, na noite de Reveillon, no dia 31 de Dezembro, quando o navio acompanhará os fogos em Copacabana. Já no dia 1º de Janeiro, o navio ficará atracado no Píer Mauá.

O Delphin, é um dos últimos navios soviéticos que ainda navega. Construído em 1974 é o mais antigo navio da classe Belorussiya, a qual emprestava o nome até 1993, quando foi renomeado e passou a se chamar Kazakhstan II. Em 1996 passou a adotar o atual nome, e as atuais características: capacidade para 876 passageiros, 16,331 toneladas, e 156 metros de comprimento.

Texto e Imagem (©) Copyright Daniel Capella.

Ocean Dream chega à Europa como Peace Boat

|


Oceanic: Peace Boat "substituído".
No dia 15 esteve em Lisboa o Ocean Dream, da Pullmantur, que foi recen- temente fretado para a Peace Boat Co. em um contrato com duração de 6 anos. O navio, que antes de ser transferido para a sua nova companhia tinha feito a temporada no Nordeste do Brasil, chegou a capital portuguesa durante um cruzeiro de volta ao mundo iniciado no Japão. Até Maio desse ano a Peace Boat operava o decano Oceanic, que desativado, deverá ser encaminhado para a sucata e desmontado na China.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Rui Agostinho e StanandJim (Oceanic).

Silversea expande seus cruzeiros de expedição.

|

A Silversea, companhia de luxo controlada pela Família Lefrebvre, de Roma, anunciou hoje a aquisição de uma companhia de cruzeiros de expedição equatoriana, a Conodros S. A., e seu navio, o Galapagos Explorer II, um navio da primeira geração de gêmeos da Reinassance Cruises.

Com uma frota de seis navios, a Silversea já opera um navio de expedição, o ex- Prince Albert II, hoje Silver Explorer, e pretende acrescentar, após uma extensa revitalização, e um rebatismo, o navio da Conodros, que hoje opera nas Ilhas Galápagos.

A mudança deverá acontecer em Setembro de 2013, enquanto isso, o Galapagos Explorer II continua com suas viagens programadas sem nenhuma alteração. Com capacidade para 100 passageiros, o navio de 4,077 toneladas será o menor da frota da companhia.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright JPoeage.

MSC planeja presença na América do Norte durante todo o ano, e novos navios a partir de 2014

|

MSC Divina em Marselha
Pouco antes de lanças ao mar o MSC Divina, a MSC já tinha definido que o enviaria para o Caribe, com embarques em Miami. Durante o batismo, do navio da classe Fantasia, a companhia reafirmou sua opção em investir na região, e recentemente ainda revelou mais: a MSC planeja ter um navio o ano inteiro na América do Norte. Segundo o presidente da MSC nos EUA, Rick Sasso, a companhia pretende manter um navio o ano inteiro na América do Norte, a partir de 2014. Na próxima temporada, a empresa terá no Caribe dois navios, o MSC Poesia, que em 2013/2014 será substituído pelo Divina, e o Lirica, com embarques em Guadaloupe.

Já o CEO da companhia, em entrevista a um site norte-americano, afirmou que para expandir seus negócios dessa forma, a companhia pretende continuar ampliando sua frota. No começo do ano a MSC entrou em acordo com o estaleiro francês STX France para adquirir o navio semi-terminado encomendado por uma empresa líbia que desistiu do negócio.

Originalmente chamado Phoenicia, o navio era quase gêmeo do Fantasia, mas o projeto interior trazia várias diferenças, como um tanque gigante com tubarões, na área do Átrio. Para adaptar o navio ao estilo da MSC (a começar pela retirada do tanque), o estaleiro entregará o navio em Março de 2013, agora como MSC Preziosa. Porém, o executivo ainda ressaltou que a companhia está agindo, e que já tem  o projeto de sua nova classe de navios em elaboração.

Os navios novos deverão ser mais curtos que os da classe Fantasia, mas serão mais altos e largos. Os navios serão aproxima- damente 25% maiores que os Fantasia, e não terão o índice de cabines com varanda tão grandes como os dessa classe (que possuem mais de 1,000 cabines desse tipo por navio). Deverão ser encomendados, como de praxe, ao estaleiro Chantiers de l'Atlantique, em St. Nazaire, na França, e poderão ficar prontos entre 2014 e 2015.

Quanto a novos roteiros, por outro lado, Vago afirmou que não há planos imediatos para grandes mudanças, como o envio de um navio para a China por exemplo. Ainda assim, ele admite que a companhia está procurando diversificar seus destinos durante o Inverno Boreal, o que levou a companhia a operar em Dubai na última temporada, e a colocar o Armonia no Mar Vermelho durante a próxima.

Texto (©) Copyright Daniel Capella, com informações de Cruise Business.
Imagens (©) Copyright MSC Crociere (Banco de Imagens).

Fragata F-45 União da Marinha Brasileira em Las Palmas de Gran Canaria

|


A fragata, da Marinha Brasileira, União (F-45) esteve em Las Palmas, na ilha espanhola de Gran Canaria. O navio passou pela cidade em escala técnica em sua viagem de volta ao Rio de Janeiro, que começou no Líbano. A Marinha Brasileira participou na região de uma missão de paz, junto a países como Alemanha, Bangladesh, Indonésia e Grécia. O objetivo da missão era evitar a entrada de armamento ilegal no país. A União foi substituída pela Liberal, e chegará no Rio no dia 7 de Julho.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Berto Garcia.

Costa e Royal Caribbean duplicarão capacidade na Ásia em 2013

|

Costa Atlantica, na foto, e Mariner of the Seas se dirigiram ao continente
Encorajadas pela resposta positiva das vendas recentes no continente asiático, a Royal Caribbean e a Costa  Crociere tomaram atitudes semelhantes recentemente, ao anunciar novidades para seus clientes nesse continente.

A Costa, que recentemente já tinha substituído os gêmeos Classica e Romantica pelo Victoria, maior e mais moderno que esses dois (veja notícia da época), terá novamente dois navios na área, um deles de última geração, o Atlantica. E a Royal Caribbean, que já tinha surpreendido com o anúncio de que o Voyager of the Seas faria cruzeiros na China (clique aqui para ver), resolveu acrescentar seu gêmeo, Mariner of the Seas, nos roteiros que o Legend of the Seas fará esse ano.

O Mariner of the Seas, que há pouco mais de um ano fez uma mini temporada na América do Sul, se dirigirá a região em Junho do ano que vêm. O anúncio foi feito pelo presidente da companhia, Adam Goldstein em uma conferência em Pequim, na China, no último mês. O navio realizará roteiros nesse país, no Japão, na Coréia do Sul, e no Sudeste Asiático.

Porém, enquanto o Voyager of the Seas, realiza cruzeiros especialmente direcionados para chineses, o Mariner terá foco mais internacional, e a companhia espera atrair passageiros de todo o mundo para seus roteiros. O Legend of the Seas, que durante os últimos três anos fez viagens na região, por sua vez, retornará a Europa quando o Mariner chegar a Ásia.

Área esportiva do Mariner of the Seas,
que esteve no Brasil em 2011.
Já a Costa, que começou a operar na Ásia em 2005, com o Costa Allegra, e algum tempo depois aumentou a oferta com o gêmeo Marina, para depois substituí-los pelos também gêmeos Costa Classica e Romantica. E que no ano passado anunciou que iria colocar o Costa Victoria no lugar de ambos, voltará a ter dois navios no continente. O Costa Atlantica, primeiro navio de nova geração da frota, de 1999, estreará em Singapura, um de seus portos-base, em Maio de 2013, e junto ao Victoria, além dessa cidade, oferecerá roteiros em Shangai, Honk Kong e Tianjian na China.

Os navios oferecerão um produto que a Costa chama de "Italy at Sea", ou Itália no Mar, em português, destinado ao mercado regional, e também ao internacional. Trata-se da reprodução do estilo italiano de vida no interior dos navios, que já está presente em toda a frota. A Costa, por ser a primeira companhia a operar regularmente na região, é uma das companhias mais famosas e reconhecidas da Ásia.

Enquanto isso, ambas reduziram sua capacidade no Brasil para a próxima temporada, a Costa parcialmente, pois manterá a capacidade em relação a última temporada (ainda com pequeno aumento no número de leitos), mas recentemente decidiou tirar o Magica do Brasil para posicioná-lo na Europa, e a Royal Caribbean tirará o Vision da América do Sul sem substituição, tendo na próxima temporada somente o Splendour na região.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Costa, adrian777 e Daniel Capella.

Vídeo: Novidades do Grandeur of the Seas (em inglês)

|

Grande parte das imagens é do interior do Splendour. 

Navio do Greenpeace chega este mês ao Porto de Santos

|

O Rainbow Warrior, mais novo navio da frota do Greenpeace (organização não-governamental que defende o meio ambiente), virá ao Porto de Santos no próximo dia 30. A embarcação está no Brasil desde o dia 20 de março para participar de ações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia.

Quando o navio atracar no complexo santista, os moradores da região terão a oportunidade de subir a bordo, conhecer a tripulação e participar das campanhas em defesa do meio ambiente.

O ponto de partida para a expedição do 'navio-ativista' foi Manaus (AM), onde mais de 1.300 pessoas visitaram o Rainbow Warrior. “Esperamos que o sucesso alcançado em Manaus se repita nas outras cidades por onde o navio passar”, disse a coordenadora de campanha do Greenpeace, Tatiana de Carvalho.

Em Belém (PA), cerca de duas mil pessoas conheceram o interior do navio, que ficou atracado na Estação das Docas. Antes de Santos, as próximas escalas serão em Salvador (BA), onde o navio se encontra no momento, e Rio de Janeiro (RJ).

No litoral fluminense, o Rainbow Warrior participará da Rio+20 – Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.

Texto (©) Copyright A Tribuna.
Imagem (©) Copyright Greenpeace.

Novo terminal de Singapura muda panorama mundial dos cruzeiros

|

Voyager of the Seas
O novo terminal de passageiros de Cingapura, na Ásia, inaugurado no último dia 26, promete alavancar o mercado de navios de cruzeiros no país, de apenas 715 quilômetros quadrados e com a segunda maior densidade populacional do mundo.

Com área de 28 mil metros quadrados, o Marina Bay Cruise Centre Singapore (MBCCS) pode receber até 6,8 mil passageiros por dia, entre embarques, desembarques e trânsito.

A estimativa de movimentação de turistas poderá ser batida com a atracação de supernavios, como o Voyager of the Seas e o Mariner of the Seas, da Royal Caribbean, que tem capacidade para 3,8 mil hóspedes cada. Este último chegou a fazer uma mini temporada no Brasil em 2011, mas devido as condições do mercado brasileiro nunca retornou, e irá ser posicionado na Ásia no próximo ano.

De acordo com a SATS-Creuers Cruise Services (SCCS), operadora do terminal, os berços de atracação têm profundidade suficiente para receber as maiores embarcações já construídas até agora.

“A abertura do terminal é um marco para a indústria de cruzeiros de Cingapura, que poderá receber mais turistas de todo o mundo", disse o diretor da SCCS, Melvin Vu.

Texto (©) Copyright A Tribuna, adaptado de.
Imagem (©) Copyright João Abreu ou Marco Andrade, Funchal.

Royal Caribbean celebra casamentos a bordo do Splendour of the Seas

|

Atrium do Splendour: para ver mais fotos
do interior do navio, clique aqui.
Casar a bordo de um cruzeiro sempre foi o sonho de muitos noivos e noivas. Atenta aos desejos de seus hóspedes, a Royal Caribbean criou pacotes especiais de casamento para a próxima temporada 2012/2013, com a chegada do Splendour of the Seas ao Brasil, no dia 09 de dezembro.

Com três opções de pacotes personalizados, a Royal Caribbean oferece toda a estrutura necessária para a organização da cerimônia, até os mínimos detalhes. Os noivos poderão contar com atendimento de consultores especializados, receptivos nos portos, espaço privativo para o casamento a bordo, decoração com arranjos de flores, mestre de cerimônias, buquê nupcial e fotógrafos profissionais para o acompanhamento da cerimônia.

Recentemente revitalizado, o Splendour of the Seas terá roteiros de três a nove noites, com destaque para os itinerários que contemplam a América do Sul, com pernoites em Buenos Aires; os mini cruzeiros pelo litoral brasileiro e as escalas no Nordeste – sucesso da última temporada.

Os casamentos são realizados nos principais portos de paradas do Brasil (Santos, Rio de Janeiro e Salvador) e os pacotes estão disponíveis para até 40 convidados (hóspedes ou não-hóspedes).

A Royal Caribbean é a primeira companhia no Brasil a oferecer o atendimento com consultores especializados, esclarecimento de dúvidas e planejamento do casamento por meio da Coordinare Eventos, empresa especializada em coordenação, assessoria e produção de eventos desde 2005, sediada em São Paulo. A empresa foi responsável por todo treinamento do pessoal de bordo que realizará a cerimônia simbólica, bem como pela escolha dos melhores fornecedores – como banda, bolo e lembrancinhas – fechados no pacote.

Texto (©) Copyright Royal Caribbean.
Imagem (©) Copyright Daniel Capella.

Negócio não dá certo, e Pacific volta a estar à venda

|


Como noticiado por nós em Março (clique aqui para ver), o Pacific, ex-Pacific Princess, da Princess Cruises, e que mais recentemente navegou para a Quail Cruises e a CVC, havia sido vendido para um estaleiro turco que pretendia desmontá-lo, e vender suas partes como sucata.

A venda porém, acabou não se concretizando, já que o estaleiro turco em questão, não conseguiu financiamento para a compra do navio, e acabou desistindo do negócio, diante da situação. Assim, o navio continua nas mãos de seu atual proprietário (o estaleiro genovês que o recebeu como pagamento por serviços realizados no navio que não foram pagos pela Quail) e volta a estar a venda.

Imobilizado, e abandonado, em Gênova, na Itália, desde meados de 2008, o Pacific está atualmente bastante deteriorado, talvez demais para voltar a navegar, e portanto, apesar de adiado, seu destino continua sendo, muito provavelmente, a sucata.

Isso porque a situação do maquinário do navio é bem ruim, o que acarretaria altos gastos para colocá-lo novamente em condições de operação. Em tempos de crise européia, companhias de segunda grandeza, que seriam as compradoras para o navio, que pelo tamanho e idade não interessa aos grandes grupos, acabam não tendo condições de bancar tal reforma, o que reforça a hipótese da sucata.

O Pacific é um navio de 1971, que começou sua carreira como Sea Venture, na Flagship Cruises, mas que acabou reconhecido por sua carreira na Princess Cruises, companhia pela qual navegou de 1974 a 2003. Nesse ano foi transferido para a Pullmantur, que após fretá-lo várias vezes, vendeu-o para a CVC, que o adquiriu em parceria com a Quail Cruises, com planos para operá-lo no Nordeste durante as temporadas brasileiras, e no Mediterrâneo nas europeias.

Porém,  a crise econômica mundial de 2008, e problemas técnicos com o navio acabaram atrapalhando os planos. Possui capacidade para até 626 passageiros, e ostenta 20,000 toneladas. Acabou se tornando famoso mundialmente por ser palco do sitcom americano "Love Boat", que foi ao entre 1977 e 1986.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Princess.

 

©2013 Design por Ray Câmara