Entrevista com candidatos à Prefeitura de Santos: Sérgio Aquino

|

Brasão de Santos 
Hoje inauguramos uma nova função do Blog WorldCruises.com, a política. Há algumas eleições, junto ao contribuidor Silvio Fernando Brandão, vinhamos fomentando a idéia de entrevistas candidatos com perguntas direcionadas, relacionadas ao mercado de cruzeiros e tudo que ele envolve. Com a intenção de dar ao eleitor mais uma forma de escolher e melhor analisar seu candidato, tentamos contato com cinco dos principais candidatos (segundo pesquisas), à Prefeitura de Santos: Beto Mansur (PP), Fábio Nunes (PSB), Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), Sérgio Aquino (PMDB) e Telma de Souza (PT). Foram enviadas quatro perguntas, relacionadas aos assuntos já citados, e que puderam ser respondidas online, para não comprometer os compromissos de campanha dos candidatos, e facilitar assim, sua participação. A ordem de publicação das entrevistas, segue a ordem em que os candidatos nos retornaram. Confira, a seguir a primeira entrevista, com Sérgio Aquino (e pequena biografia), candidato da situação à Prefeitura de Santos:

Sérgio Aquino é natural de Recife (PE), mas mudou-se para Santos com sua família ainda adolescente, em 1969. É formado advogado, e administrador de empresas, com especialização em Planejamento Estratégico e Planejamento Financeiro e Econômico pela Open University of New York. No âmbito político, disputa sua primeira eleição, porém, foi, durante os dois últimos governos, de João Paulo Tavares Papa (PMDB), Secretário de Assuntos Portuários e Marítimos, além de ter sido nomeado pelo então Presidente Lula (PT), Presidente do CAP - Conselho de Autoridade Portuária. Seu candidato a vice-prefeito é o médico Rubens Amaral.
Aquino durante Seminário sobre Cruzeiros Marítimos, no ano passado. 
1. Na última temporada, mais de 1 milhão de passageiros passaram pelo Terminal de Passageiros de Santos (Concais), a maioria deles, de fora da região da Baixada Santista, comprovadamente, porém, quase a totalidade desses veio de São Paulo (ou da Rodoviária) diretamente para o terminal, sem trazer benefício nenhum a cidade. Como segurar esses passageiros na cidade, e fazê-los movimentar nossa economia e não apenas nosso trânsito?
Resposta: Santos se consolidou como a capital nacional dos cruzeiros marítimos e, no Governo Papa, desenvolvemos várias estratégias buscando manter os passageiros de navios na Cidade. O programa Santos Todos a Bordo, que oferece receptivo na entrada da Cidade para os ônibus com passageiros de cruzeiros marítimos, foi uma delas. Em março último, a Cidade esteve representada na Seatrade Cruise Shipping Convention, a maior feira mundial das companhias de cruzeiros marítimos, realizada em Miami (EUA), na qual foram divulgadas as principais atrações santistas. As ações desenvolvidas têm dado resultados e vamos intensificá-las. Além disso, o grande incentivo para permanência dos passageiros dos navios de cruzeiros se dará com os novos atrativos que a Cidade vai oferecer: o Porto Valongo Santos e os museus (Pelé, do Bonde, Portuário e Marítimo, do Petrolélo e Gás e o Museu o Brasil na Antártida, previsto para funcionar a bordo do navio Prof. W. Besnard).

2. Em 1982, o Jornal A Tribuna noticiava a vinda de um navio de passageiro a Santos, e no mesmo artigo criticava o terminal da cidade, na época, ainda no antiga Casa do Café, no Armazém 15: “Mal localizada, a chamada Estação de Passageiros fica longe do centro turístico, sem acesso, sem comodidade, sem conforto, e localiza-se provavelmente na área mais suja e mais feia do porto”. Hoje, a cidade possui um dos terminais mais modernos do país, e que é até bastante confortável e funciona na área dos Armazéns 25 e Frigorífico, mas ainda assim, muitas das críticas de A Tribuna são aplicáveis também ao Concais, o que fazer para ao menos, amenizar a situação?
Respostas – O Terminal de Passageiros da Concais é reconhecido por especialistas como o melhor do Brasil. Mesmo assim, precisa ampliar a estrutura do receptivo para atender à demanda. Isso já vem sendo viabilizado por meio, principalmente, de duas ações que são apoiadas pela Prefeitura e o Conselho de Autoridade Portuária (CAP). São elas: o realinhamento do Cais e o segundo terminal de cruzeiros, que será implantado como parte do programa Porto Valongo Santos.

3. Com relação ao novo Terminal de Passageiros da cidade, que será construído nos Armazéns Abandonados do Valongo, o Sr(a). entende que o ideal seja conceder a administração deste para uma das empresas envolvidas com o negócio? Vale lembrar, que uma das empresas que já movimenta navios desse tipo em Santos, entregou recentemente um projeto para a área à Prefeitura, para criar um terminal que funcionaria exclusivamente para seus navios.
Orchestra na região do Armazém 30, área que será
realinhada.
Resposta: Não somente o novo Terminal de Cruzeiros, como também todas as atividades do Programa Porto Valongo Santos serão licitados para a iniciativa privada. Os estudos de viabilidade contratados pela Prefeitura, por meio de licitação internacional, demonstraram que o programa é viável técnica, econômica e socialmente. Recursos públicos só serão investidos na construção do mergulhão e já constam do orçamento do Governo Federal. O Porto Valongo Santos será administrado pela iniciativa privada e gerará recursos para a administração do Porto, empregos e tributos para o Município.

4. Somente o projeto de realinhamento do cais, resolverá por completo os problemas e limitações de infra-estrutura que enfrentam as operações com navios de cruzeiro na cidade? Seu programa de governo prevê mais alguma ação relacionada a esse tipo de negócio?
Resposta: O realinhamento é muito importante para melhorar a operacionalização atual do terminal, que hoje só pode receber um navio de grande porte por vez. Para atracação de mais é preciso ocupar outros espaços e isso traz prejuízos à movimentação dos navios de carga, além de incômodos aos passageiros. Por isso a prefeitura apoia o realinhamento. Porém, não é suficiente. É preciso também melhorar a acessibilidade do terminal, já que para chegar ao local, de ônibus ou mesmo carro, é preciso transpor a linha férrea. A Prefeitura já solicitou à Codesp estudos e obras de engenharia, visando à melhoria do acesso. Além desse trabalho para tornar ainda melhor o atual terminal, que tem a sua qualidade reconhecida, o sistema também requer mais um terminal para Cidade e ele será viabilizado com o Porto Valongo Santos.

Agradecemos ao candidato pela atenção, e o tempo, e em especial a Carla Espino da assessoria de imprensa pelo apoio e atenção. A próxima entrevista será a de Paulo Alexandre Barbosa, do PSDB.

Texto (©) Copyright Daniel Capella (e Sérgio Aquino - respostas).
 Imagens (©) Copyright Prefeitura, Portogente e Daniel Capella.

Concais e Píer Mauá liberam escalas para temporada 2012/2013

|

Empress será o navio com mais escalas em Santos em 2012/2013.
Os sites dos terminais de cruzeiro Concais, em Santos, e do Píer Mauá, no Rio de Janeiro, já disponibilizam as escalas dos navios de cruzeiro para as temporadas 2012/2013. Curiosamente, ambos os portos terão um dia recorde de operações semelhante. Em 9 de Fevereiro, Santos receberá 8 navios, e no dia seguinte, será a vez da mesma quantidade de navios atracar no Rio de Janeiro. Os navios porém, não serão os mesmos nos dois portos, em Santos (Costa Favolosa, Costa Fascinosa, Costa Fortuna, MSC Fantasia, Grand Mistral, Splendour of the Seas e Sovereign) , a maioria realizará embarque de passageiros, enquanto no Rio (Maasdam, Grand Princess, Azamara Quest, Costa Favolosa, Costa Fascinosa, Costa Fortuna, Grand Holiday e Sovereign) muitos estarão somente com passageiros em trânsito.

AIDAcara abrirá a temporada em ambos os portos.
Santos, terá 104 dias de operação, com exatamente 200 escalas, realizadas por 20 navios diferentes. Os dias com um só navio no Terminal serão a maioria, 51, dias com dois navios vêm logo em seguida, serão 24 datas. Em 15 dias haverão três navios escalando o Concais simultaneamente, e 6 ocasiões diferentes verão o Concais com quatro e cinco embarcações. Além destes, haverão dois dias com mais navios, um com oito, 9 de Fevereiro, e um com sete, o dia 16 de Fevereiro, ainda que a CODESP tenha proibido a atracação simultânea de mais de seis navios de cruzeiro. O navio que fará mais escalas será o Empress, da Pullmantur, com 30, e haverá um número recorde de estreias: dez: MSC Magnifica, MSC Fantasia, Costa Favolosa, Costa Fascinosa, Prinsendam da Holland America, Marina e Reggata da Oceania Cruises,  l'Austral da Compagnie du Ponant, Crystal Serenity e Voyager da Voyages of Discovery.

Navios no Píer Mauá. 
No Rio, o número se dias em operação será semelhante, apesar de um pouco menos: 102. O número de escalas porém, será inferior ao de Santos, o Rio receberá navios em 166 oportunidades, ainda que realizadas por mais navios do que no porto paulista, segundo dados do Píer Mauá, 37 embarcações diferentes visitarão a capital carioca. Haverão 42 dias com um só navio no terminal, 37 com dois, e outros 17 com três. Quatro, cinco e seis navios escalarão a cidade simultaneamente em, respectivamente, 7, 1 e 2 dias, além do dia 10 de Fevereiro, que tará oito navios. O número de estreias será o mesmo que em Santos, dez: Costa Fascinosa, Costa Favolosa, Maasdam, da Holland America, Marina e Regatta, l'Austral, Voyager, Azamara Quest, Arcadia da P&O, e Ocean Dream, que estréia com esse nome (antes tinha visitado a cidade como Costa Tropicale).

As escalas completas estão disponíveis nos sites dos terminais, ou podem ser baixadas nestes links: Santos, Rio de Janeiro. O primeiro navio a escalar, tanto Santos como o Rio será o AIDAcara, em 9 e 7 de Novembro, respectivamente. Já o responsável por encerrar as temporadas em ambos os portos, será o Splendour of the Seas, em 22 e 26 de Abril, também respectivamente.

Texto (©) Copyright Daniel Capella, com informações de Concais e Píer Mauá.
 Imagens (©) Copyright Daniel Capella e Píer Mauá.

Vision of the Seas estreia nos Açores em seu caminho para o Caribe

|

O Vision of the Seas foi construído em 1998 em Saint Narzaire, França. 
O navio de cruzeiro Vision of the Seas da Royal Caribean International teve a sua estreia hoje no porto de Ponta Delgada nos Açores. Durante seu cruzeiro transatlântico posicional, entre Southampton, Reino Unido e Fort Lauderdale, Estados Unidos. Atracou pelas 8h, procedente de Vigo, após cancelamento de escala no porto de Lisboa devido à greve de pilotos (práticos) e rumou pelas 18h ao porto americano de Fort Lauderdale, na Flórida.
O navio só possui um real gêmeo, o Rhapsody of the Seas, apesar de fazer parte da classe Vision, que possui seis navios de design parecido. 
O Vision of the Seas, que fez as últimas três temporadas da Royal Caribbean no Brasil, junto ao Splendour of the Seas, ficará, até o começo do ano que vêm na Região do Caribe, embarcando passageiros em Fort Lauderdale, Flórida para cruzeiros longos pela região. Alguns, chegam a cruzar o Canal do Panamá, e terminam em San Diego, Califórnia. Na próxima temporada (2013/2014), será o Legend of the Seas (único real gêmeo do Splendour) que fará estas rotas, deixando assim, o Vision livre para uma possível volta a América do Sul.
Tem capacidade para aproximadamente 2,400 passageiros. Para ver fotos de seu interior, clique aqui
Texto (©) Copyright Adaptado de Antonio Simas e Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Antonio Simas.

Três navios da Silversea se encontram na Grécia

|

Silver Spirit (a frente), Silver Wind (a direita do Spirit), e Silver Cloud se encontraram em Corfú, na Grécia. 
Três da frota de cinco navios se encontraram hoje em Corfú, na Grécia.. Este encontro entre navios da mesma frota é relativamente comum para outras companhias, porém, nunca antes na história de 18 anos da italiana Silversea, havia acontecido. Por conta de sua proposta a Silversea costuma ter sua frota mais bem distribuída pelo planeta, e em roteiros diferenciados e mais longos que o tradicional. Os três navios que encontraram-se são o Silver Spirit, flagship da companhia entregue em 2010, e os gêmeos Silver Wind e Silver Cloud. Este último retornará ao Brasil na próxima temporada. A frota da Silversea ainda compreende os gêmeos Silver Shadow e Silver Whisper. 

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Silversea.

Norwegian Dream será novo Superstar Gemini na Star Cruises

|

Superstar Aquarius
Após quase ser negociado com a Louis Cruises, e anos de inoperância, o Norwegian Dream, que navegou pela última vez pela Norwegian Cruise Line (NCL) há quase 4 anos, voltará a operar em breve por outra companhia do grupo Genting Hong Kong, a asiática Star Cruises.

Líder no Pacífico, a Star já opera o gêmeo do Dream, o ex-Norwegian Wind, atual Superstar Aquarius, e é junto a NCL, a Norwegian America e a marca desativada Orient Lines, o terceiro maior grupo de cruzeiros do mundo, atrás apenas da Carnival Corporation, e da Royal Caribbean International e seguida cada vez mais de perto pela MSC.

O Norwegian Dream foi construído como Dreamward para a NCL há aproxima- damente 20 anos no Chantiers de l'Atlantique, na França, e hoje possui 50.700 toneladas, e 859 cabines. Para operar para a Star Cruises, será renomeado Superstar Gemini e passará por uma renovação de 50 milhões de dólares em um estaleiro em Singapura.

O nome Superstar Gemini já foi utilizado pela Star há vários anos, no Gemini ex-Crown Jewel, que é hoje propriedade da International Shipping Partners, e espera um interessado para fretá-lo, e colocado de volta a operação. A renovação do novo Superstar Gemini deve melhorar também sua parte mecânica, que na época, aliada a crise mundial, foi a principal responsável pela desistência de sua compra pela Louis Cruises, que negociava a compra conjunta de dois navios da NCL, mas acabou ficando somente com seu companheiro de frota Norwegian Majesty (atual Thomson Majesty).

Terminada a renovação, realizará cruzeiros a partir de Shangai e Sanya, na China e Penang, na Malásia. A frota da Star Cruises é composta pelo Superstar Virgo, Superstar Libra, Star Pisces, os gêmeos Superstar Aquarius e o agora o novo Superstar Gemini. Além dos pequenos Megastar Taurus e Megastar Aries, que são fretados pela companhia.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagem (©) Copyright Carl Tsang e Jeff Hayden.

Ressaca causa incêndio no Deck do Pescador.

|

O Deck do Pescador, na Ponta da Praia, em Santos, pegou fogo na madrugada desta quarta-feira, após uma onda invadir o local e provocar um curto-circuito. A lanchonete da estrutura foi totalmente destruída pelas chamas. Segundo o dono do estabelecimento, o fogo começou por volta da 1 hora.

De acordo com infor- mações do proprietário da lanchonete, a água do mar atingiu sua fiação elétrica, provocando um curto-circuito. O Corpo de Bombeiros foi acionado. Na manhã desta quarta-feira, os estragos foram verificados. O estabelecimento foi destruído, assim como os equipamentos e móveis. O bar ficará fechado até passar por perícia. 

Ressaca
Na manhã desta quarta-feira, a maré invadiu a avenida da praia e fez a Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET) interditar a Avenida Samuel Augusto Leão. Os motoristas são desviados para o Canal 6.
Texto (©) Copyright adaptado de A Tribuna.
 Imagens (©) Copyright Carlos Nogueira e Irandy Ribas.

Mudanças para navios que já estiveram no Brasil.

|

Costa Allegra

Como adiantado por nós há algumas semanas, o Costa Allegra está oficialmente fora da frota da Costa Crociere. Nos últimos dias, operários tem pintado suas chaminés de branco, e o tradicional "C", que serve de logo para a companhia italiana foi retirado. Ao que tudo indica, o navio foi vendido para corretores turcos, os mesmos que já há algum tempo negociavam com a Costa. Em se levando em consideração o tom com o qual a companhia referiu-se à venda na época, dizendo que o que seria feito do navio após sua venda não era sua responsabilidade, crê-se que o navio deve seguir para a sucata. A idade avançada do casco do navio (que tem mais de 40 anos), também contribui para isso.

Melody
Nem Japão nem Coréia do Sul, mais sim China. Como noticiamos ainda em Agosto, o MSC Melody está sendo negociado com operadores orientais, na época, acreditava-se que fossem japoneses. Porém, ao que tudo indica, o navio já foi vendido para chineses que o operarão no mercado Asiático, em situação semelhante ao que aconteceu com o ex-Jubilee da Carnival Cruise Line, e que mais recententemente operava para a P&O Australia como Pacific Sun. O Melody, que foi construído em 1981, deverá deixar a frota da MSC nos últimos dias de Agosto de 2013, quando finaliza seu último cruzeiro pela companhia italo-suiça.

Funchal
O Funchal, enfrenta incertezas cada vez maiores em relação a seu futuro como navio de cruzeiros. Se até não muito tempo atrás, era previsto que ele voltasse a operar em breve, com o casco azul, faixa dourada e chaminé amarela, como quando construído, em homenagem a seus 50 anos, hoje sua situação é bem diferente. Com a situação indefinida mesmo para sua companhia, a Classic International Cruises, o navio está atracado em um cais em Lisboa, onde passava por uma revitalização, que além de lhe devolver suas cores, iria adaptá-lo as mais recentes normas de navegação. Sem dinheiro, para prosseguir, a intervenção está parada. Se nada acontecer, a sucata é um destino provável dada a idade do navio, e seu estado inacabado de reforma.

Le Diamant
O ex-Le Diamant, que durante muitos anos operou para a francesa Compagnie du Ponant e chegou a visitar Santos na temporada 2004/2005, sob a bandeira desta companhia, está atualmente em Lisboa. Na capital portuguesa, a embarcação que também operou para a Regent Seven Seas (na época Radisson Seven Seas Cruises) como Song of Flower passará por uma conversão para operar para a Quark Expeditions. Em seu casco, agora azul, já é possível ver seu novo nome, Ocean Diamond. Na Quark, o navio que tem casco quebra-gelo, fará expedições pelo Ártico e pela Antártica.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
 Imagens (©) Copyright autor desconhecido e Rui Agostinho.

Royal Caribbean deixará Dubai após 2013

|

A Royal Caribbean International, na próxima temporada de inverno boreal não baseará, pela primeira vez em vários anos, um navio na região do Golfo Pérsico. O Serenade of the Seas realizará seus últimos embarques em Dubai no começo de 2013, e após esta data, não há retorno previsto para nenhum navio da companhia.

As saídas, que fazem parte da temporada 2012/2013, ainda foram diminuídas, e serão somente 11 (de uma semana cada), começando somente em Janeiro de 2013, ao invés das 17, começando no final de 2012. O motivo para isso porém, é a revitalização do navio, parte do programa de enjuvenescimento e padronização da frota, que acontecerá no final de 2012.

O Brilliance of the Seas havia operado em Dubai nas últimas três temporadas, e só na última carregado mais de 40,000 passageiros. Para a próxima temporada, fora anunciado que o Serenade, um de seus gêmeos, assumiria seu lugar, dando continuidade assim as operações da companhia na região. O que não acontecerá, porém, na temporada 2013/2014, quando o Serenade operará no Caribe, a partir de New Orleans, USA.

Vision of the Seas, que fez três temporadas no Brasil,
mas estará ausente na próxima
"Nós, ini- cialmente, estávamos bastante satisfeitos com os negócios lá, e esperá- vamos continuar crescendo; porém, a demanda diminui nas últimas tempora- das, e como resultado disso, tivemos que tomar algumas decisões difíceis, impulsionadas por nossa estratégia e pelo aspecto financeiro, sobre descontinuar nosso programa lá" disse Helen Beck, diretora regional de representantes internacionais da companhia.

A Royal Caribbean continua operando, durante o verão austral (inverno boreal) na Austrália, Caribe, e América do Sul, nesta última, a princípio terá só o Splendour na temporada 2013/2014. A saída de Dubai, acrescenta novas expectativas ao anúncio oficial desta temporada na região, já que o Mariner e o Vision of the Seas ainda estão disponíveis, e não estão descartados, ainda que este primeiro se encontre na Ásia pouco antes da temporada. O anúncio oficial será feito em Outubro.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
 Imagens (©) Copyright Royal Caribbean e Daniel Capella.

Companhias adotarão nova medida de segurança.

|

Costa Concordia em Santos
Em mais um dos reflexos do semi-naufrágio do Costa Concordia, a indústria de cruzeiros mundial está adotando uma nova medida de segurança. Para familiarizar os tripulantes com o processo de lançamento e enchimento dos botes salva-vida dos navios, todos os navios serão obrigados a realizar esta operação pelo menos uma vez a cada seis meses.

O bote deverá ter sua capacidade máxima preenchida por tripulantes, e lançado a água, com o envolvimento obrigatório de todos os tripulantes que tem alguma responsabilidade na operação de evacuação do navio em um possível desastre.

Além desta, outras sete novas políticas de segurança já foram adotadas, seguindo o Cruise Industry Operational Safety Review, um documento elaborado em Janeiro, após o evento com o Concordia, que listou as principais deficiências e vulnerabilidades do atual sistema de segurança, propondo soluções a estas.

Texto e Imagens (©) Copyright Daniel Capella.

Começa a temporada de Inverno na Ilha da Madeira

|

Começou a temporada de cruzeiros de Inverno 2012/2013 nas ilhas Atlânticas, com a escala do Costa Deliziosa e AIDAsol, hoje no porto do Funchal.
O AIDAsol da companhia alemã AIDA Cruises foi o primeiro a entrar no molhe da Pontinha com procedência de Cadiz e e foi o primeiro a soltar amarras rumo à ilha de La Palma pelas 16h50.
Vai ficar a temporada Inverno posicionado nas Canárias e Madeira até ao próximo ano, mas desta vez com menos horas em porto com a pernoita habitual de Domingos para Segundas-Feiras.
O Costa Deliziosa da companhia italiana Costa Cruises é o primeiro paquete com embarques e desembarques no Funchal da temporada com muitos madeirenses aderir aos cruzeiros ao Mediterrâneo. Atracou pelas 7h procedente de Tenerife e rumou pelas 17h ao porto de Málaga.
Texto e Imagens (©) Copyright Sergio Ferreira, Funchal.

Royal Caribbean firma parceria com Mattel® e oferece experiência Barbie™ a bordo

|

A Royal Caribbean Interna- tional, em parceria com a Mattel®, traz para seus cruzeiros a primeira experiência a bordo com a boneca mais popular do mundo, a Barbie. O ícone da cultura pop chega pela primeira vez em alto mar para uma programação completa com crianças de todas as idades e fãs de várias gerações.

A partir de janeiro de 2013, o programa “Barbie™ Premium Experience” começará a ser implantado em todos os 22 navios da frota espalhados pelo mundo, trazendo a elegância e o conceito da boneca exclusivamente para os navios da Royal Caribbean International, a companhia de cruzeiros mais inovadora do mundo. A previsão é que até março de 2013 todos os navios já contem com esse projeto exclusivo a bordo.

“Essa é uma importante parceria para nós, já que contaremos com uma programação inédita em alto mar. Com o programa Barbie™ Premium Experience, nós ofereceremos uma nova opção de entretenimento para as crianças a bordo, além de proporcionar momentos únicos para toda a família”, diz Ricardo Amaral, Diretor Geral da Royal Caribbean para o Brasil, México e América Latina.

No programa Barbie™ Premium Experience, meninas de todas as idades desfrutarão de cabines decoradas ao melhor estilo da boneca, bem como exclusivas atividades temáticas durante todo o cruzeiro – desde festas temáticas, a aulas de dança e desfiles de moda. A programação completa inclui:

· Cabine Barbie™ – Inteiramente customizada, a cabine conta com cobertores, fronhas, escovas de dente e outros produtos de higiene personalizados, além de uma boneca e roupinhas para brincar - e, claro, tudo cor de rosa!

· Chá da Barbie™ - Um convite único e especial com doces rosa e limonada rosa servidos em pratos temáticos enquanto as meninas se divertem aprendendo dicas sobre etiqueta.

· Aula de dança Barbie™ Sereia - Meninas de todas as idades poderão dançar e agitar ao aprender os movimentos mais recentes do filme “Barbie em Vida de Sereia 2”.

· Oficina de Design de Moda da Barbie™ - As participantes são convidadas a buscar sua estilista interior com desenhos e materiais de esboço Barbie™. As meninas também terão a chance de desenhar e criar as suas próprias roupas para a boneca.

· Fashion Show da Barbie™ - Esse evento de moda realiza o sonho de toda menina em permitir que elas se vistam e desfilem como uma verdadeira modelo Barbie™. O tapete rosa é estendido para a admiração e aplausos de familiares e amigos. As meninas também terão a oportunidade de realizar a sua rotina de dança que aprenderam nas aulas, bem como mostrar a sua criação de moda Barbie™.

Crianças inscritas no premiado programa Adventure Ocean da Royal Caribbean, presente em todos os navios da frota, ainda poderão participar de atividades gratuitas: sessões de cinema e histórias da Barbie, além de um canal exclusivo com filmes da boneca nas televisões das cabines.

Texto (©) Copyright Royal Caribbean.
 Imagem (©) Copyright Daniel Capella.

Temporada no Pará começa já em Outubro

|

Azamara Journey, gêmeo do Quest em Belém na última temporada
A temporada 2012/2013 no norte do país deve começar no próximo dia 13, com a chegada do M/S Amadea, da alemã Phoenix Reisen Seereisen, na cidade de Belém, capital do estado do Pará. Quase coincidindo com a procissão fluvial dos festejos do Círio de Nazaré, tradicional festa religiosa paraense, que acontecerá no dia seguinte. A baia do Guajará deverá ser, então, palco de uma manhã movimentada, com centenas de embarcações fluviais partindo de Icoaraci, justo nas proximidades do local de fundeio do Amadea. Esta será apenas a primeira escala de uma várias outras previstas para os próximos meses, quando passarão pelo Rio Amazonas diversos navios, entre eles, o Regatta da Oceania Cruises, AIDAvita da AIDA, Silver Cloud e Silver Explorer, da Silver Sea, Seven Seas Navigator e Seven Seas Mariner da Regent Seven Seas, Prinsendam, Maasdam e Amsterdam da Holland America Line, Pacific Princess da Princess Cruise, Boudicca da Fred.Olsen Cruise Line, Quest for Adventure da Saga Holidays, Marco Polo da Cruise & Maritime Voyages, Adonia da P&O Cruises UK, Voyager da Voyages of Discovery, Azamara Quest da Azamara Club Cruises, Crystal Serenity da Crystal Cruises, Seadream 2 da Seadream Yacht Club. A temporada encerrá-se em 09 de maio do próximo ano com a escala do Hanseatic, da Hapag-Lloyd, em seu caminho às Ilhas Canárias. O Amadea tem sua chegada prevista para às 09:30h do horário local, permanecendo em Belém até 19:00h, quando segue para Macapá, Santarém, Boca da Valéria, Parintins e Manaus, com seus passageiros germânicos.
Amsterdam da Holland America: companhia escalará Belém com três navios diferentes.
Texto e Imagem (©) Copyright Gilmar Nazaré Guedes Leal.

Ibero pretende operar no Nordeste do Brasil durante o ano todo

|

Grand Celebration em Tenerife, Canárias
A Ibero Cruzeiros subsidiária espanhola da Carnival Corporation que é administrada pelo grupo Costa (assim como a AIDA Cruises, da Alemanha), está considerando a possibilidade de manter um navio na costa brasileira durante o ano inteiro. A intenção foi revelada pelo diretor geral da Ibero, Alfredo Serrado, durante um evento na Seatrade South America Cruise Convention, que aconteceu na semana passada em Buenos Aires.

“O desejo da Ibero é ter um navio operando o ano todo na América do Sul. O Nordeste do Brasil, por sua localização geográfica e clima favorável é o local ideal, mesmo no inverno”, admitiu o executivo, acrescentando que a vontade da companhia em concretizar tal iniciativa é "muito grande". Atualmente, a Ibero opera três navios na América do Sul (os gêmeos Grand Celebration e Holiday, e o Grand Mistral), que transportam mais de 100 mil passageiros e correspondem a 40% da capacidade anual da frota da empresa.

Grand Mistral em Santos, seu porto-base
Mas ele adverte que são necessárias medidas por parte dos governos locais para que suas intenções se tornem reais. Entre os problemas da região, ele citou a dificuldade em incorporar tripulantes da região, os altos custos de operação, as dificuldades jurídicas, normas incoerentes e a falta de infraestrutura em grande parte dos terminais como principais entraves a um crescimento ainda maior na América do Sul. Outro ponto levantado foi o interesse dos passageiros europeus em visitar a área, que ainda segundo ele, não é suficiente.

A próxima temporada da Ibero no Brasil, de duração normal, entre Novembro e Abril, terá novamente três navios, que representam toda a frota da companhia atualmente. Em 2005, a CVC, em parceria com a Pullmantur, lançou um programa de cruzeiros anual no Pacific, então um navio bastante popular, com viagens no Nordeste Brasileiro (quase sempre com escala em Noronha), e no Norte (Amazonas). O projeto acabou considerado um fracasso, e nunca foi repetido. 

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Antonio Saéz e Daniel Capella.

Navios da Classic International Cruises são arrestados por dívidas na Europa

|


Três navios da companhia portuguesa Classic International Cruises (CIC), foram arrestados em diferentes portos da Europa nos últimos dias. O Princess Danae e o Athena estão detidos no porto de Marselha, na França, enquanto o Arion, em Kotor, Montenegro.

A agência de navegação da CIC confirmou a informação, e ainda informou que a companhia não pode custear os valores da operação de seus navios, devido a um interrompimento abrupto do financiamento por parte de seu banco, o Montépido Geral. A empresa ainda disse que a CIC está negociando com o conselho do banco para o pagamento de salários em atraso e o repatriamento de mais de 500 tripulantes.

A Classic International Cruises já vêm enfrentando problemas financeiros há um bom tempo, o que levou a empresa a atrasar várias vezes a volta à serviço do Funchal, e a outros arrestes do Princess Danae, por falta do pagamento do combustível da embarcação. Recentemente, o proprietário da empresa, George P. Potamianos, faleceu, deixando sua empresa à seus filhos, que na época, admitiram os problemas financeiros.

A empresa, que chegou a operar no Brasil (com outro nome), ainda opera o Princess Daphne, que encontra-se fretado a uma companhia alemã. Os cruzeiros do Athena, do Danae e do Arion acabaram cancelados, e os passageiros voltaram para suas casas.

Texto (©) Copyright Daniel Capella
 Imagem (©) Copyright Sergio Ferreira.

Monarch, da Pullmantur, ficará o ano inteiro no Caribe, e não virá ao Brasil antes de 2014

|

Monarch of the Seas em Nassau, Bahamas
Em março do ano passado a Royal Caribbean International anunciou que transferiria um navio de sua própria frota para a espanhola Pullmantur, a fim de aumentar a oferta na companhia,uma de suas filiais, que acabou bastante reduzida nos últimos anos, com a saída de inúmeros navios, como o Oceanic, Holiday Dream (Bleu de France), Horizon e Ocean Dream.

O navio em questão, é o atual Monarch of the Seas, gêmeo do Sovereign, que já navega na Pullmantur desde 2008, e do Majesty of the Seas. Os três, chegaram a ser os maiores navios do mundo, na época de seus lançamentos, entre 1988 e 1991. Na época da transferência, já havia ficado definido que a companhia espanhola operaria-o a princípio no Sul do Caribe, como parte de sua mudança de estratégia; forçada pelas condições ruins na Europa, e em especial na Espanha, a Pullmantur se viu obrigada a procurar passageiros em outras regiões, a principal delas, a América Latina.
Interporting at Cartagena, La Guaira and Colón
Novo roteiro do Monarch no Caribe
Porém, durante a Seatrade South America Convention, realizada recentemente em Buenos Aires, ficou definido que o navio - que tem capacidade para quase 2,900 passageiros - operará o ano inteiro na região Caribenha. Ele realizará o roteiro antes realizado pelo Horizon e pelo Ocean Dream, que tem múltiplo embarque, e escalas na região norte da América do Sul, e Caribe. A embarcação ficará na região até o princípio de 2014, ao menos.

Horizon em Barcelona
O Brasil também faz parte atualmente da estratégia da Pullmantur, e terá três navios na próxima temporada, um navio a menos em relação a última, o que é reflexo da frota da própria companhia, que perdeu dois de seus navios só neste ano. Ainda assim, o Empress, que embarcará em Santos, Itajaí e Buenos Aires, ficará no país até a segunda quinzena de Abril. Para 2013/2014, porém, a companhia deverá voltar a operar quatro navios na região, com a volta do Horizon, que, com a entrada do Monarch em seu roteiro, ficará livre para sua primeira temporada no Brasil após sua transferência para a CDF - Croisières de France (filial da Pullmantur).

Texto (©) Copyright Daniel Capella
 Imagens (©) Copyright George Symes, Pullmantur e Rui Agostinho.

Navio se solta do cais, e fica à deriva em Santos.

|

MSC Fantasia, que embarcará em Santos na
próxima temporada, passou por situação semelhante
na Europa há alguns anos.
O navio panamenho Yusho Regulus ficou à deriva na madrugada deste sábado, no canal do Porto de Santos. Segundo informações da Codesp, ele carregava 66 mil toneladas de soja no Armazém 38, na região da Ponta da Praia, quando foi atingido por uma grande onda que fez com que o cabo de proa se partisse e ele embicasse para o meio do canal.

Com o movimento, os outros cabos que o prendiam ao cais foram se soltando até que ele se soltasse completamente das amarras, danificando dois equipamentos usados para a movimentação de grãos (chiploaders).

As informações ainda são preliminares e imprecisas, já que compete à Capitania dos Portos a apuração de responsabilidades, mas trabalhadores que presenciaram o incidente afirmam que a onda - forte o suficiente para romper uma amarra de 50 centímetros - teria sido causada por outro navio, este carregado de milho, que partiu à 1 hora deste sábado do Terminal de Granéis do Guarujá (TGG). A embarcação estaria transitando muito acima da velocidade permitida para aquele trecho do canal.
Créditos: Bruno Miani
De acordo com a Codesp, até as 2 horas, o navio à deriva foi atado novamente com o auxílio de rebocadores e não sofreu danos hidráulicos. Ninguém fcou ferido. Trabalhadores do Porto de Santos especulam que o acidente teria causado consequências mais sérias se, àquela hora, o movimento de lanchas e balsas fosse mais intenso. O Armazém 38 é o último do porto, poucos metros antes dos terminais de pescado e da travessia entre Santos e Guarujá.

Texto (©) Copyright A Tribuna

 Imagens (©) Copyright Jorge Ferreira e Bruno Miani.

Azamara revitalizará seus navios, que voltarão a usar o casco azul

|

Azmara Journey, com as cores atuais da companhia
Após uma mudança na estratégia de marketing, que mudou seu logotipo, e o visual de seus navios há quase dois anos, os navios da Azamara Club Cruises passarão por uma nova mudança durante o período em doca-seca que o Azamara Journey e o Azamara Quest passarão entre o final deste ano e o começo do próximo. O Azamara Quest será o primeiro a ser renovado, em Novembro, no estaleiro espanhol Navantia, em Cádiz (o mesmo onde o Splendour foi revitalizado ano passado). Já o Azamara Journey, que fará pela primeira vez uma temporada na Ásia, passará pelo mesmo processo no estaleiro Sembawang, em Singapura, em Janeiro de 2013.
O Azamara Journey é o ex-Blue Dream, que com o casco azul fez várias temporadas no Brasil.
 A reforma incluirá a troca de carpetes, estofamento, e a mudança do esquema de cores nos ambientes públicos, para refletir o ambiente convidativo da companhia, novos colchões e móveis para as varandas das suítes e cabines. Além de mudanças na área da piscina, e novas toalhas para os decks externos. O Casino Bar ganhará nova mobília, enquanto o Spa e o Fitness Center será revitalizado e passará a contar com uma nova sauna e chuveiros. Os navios também ganharão novos bares, e terão seus restaurantes revitalizados, com novas opções, como o Chef's Table, que terá três menus diferentes, um italiano, um francês e um californiano.
Afretado à CVC, fez cruzeiros em todas as regiões, desde o Prata à Noronha.
Outra diferença significativa, será a volta dos cascos azuis, usados pelos navios desde que foram entregues, para a Reinassance Cruises (foram construídos para a companhia como R-Six e R-Seven), até o final de suas carreiras pela Pullmantur, em 2008. Logo após a revitalização (e um cruzeiro pelas Ilhas Canárias e Madeira), o Azamara Quest fará sua estréia na América do Sul, realizando inclusive alguns embarques no Rio de Janeiro, em cruzeiros destinados ao mercado internacional. Será a segunda temporada na América do Sul após sua volta ao subcontinente no ano passado, antes, porém, em 2007, a Azamara tinha feito uma primeira temporada não muito bem sucedida com embarques em Santos. Todas estas tinham sido realizadas pelo Azamara Journey, ex-Blue Dream.

Texto e Imagens (©) Copyright Daniel Capella.

Pier Luigi Foschi, ex CEO da Costa, terá novo cargo na Ásia

|

Sun Princess, que ficará baseado no Japão. 
A Carnival Corporation & plc (NYSE/LSE: CCL; NYSE: CUK) acaba de convocar Pier Luigi Foschi, ex-CEO da Costa Cruzeiros, para supervisionar as estratégias de crescimento da companhia na Ásia, região onde os negócios estão em plena expansão.

Em sua nova posição como presidente e executivo-chefe da nova unidade da Carnival, na Ásia, Foschi será responsável por estabelecer os escritórios em Cingapura e coordenar as demais unidades da companhia na região, dando assim continuidade as estratégias da empresa no mercado asiático.

Na Ásia atualmente as operações da Carnival Corporation & plc incluem dois navios da Costa Cruzeiros, com base na China e em Cingapura, além de outra marca do grupo, a Princess, com o Sun Princess, com opções de roteiros a partir do Japão na próxima primavera.

Foschi, que deixou a posição de CEO da Costa Cruzeiros em julho, continuará a ocupar o papel de presidente do conselho, diretor gerente do grupo Costa Cruzeiros, além de membro do conselho de administração da Carnival Corporation & plc. Na Costa, como anunciado por nós na época, Foschi foi substituído por Michael Thamm, da AIDA Cruises.

Foschi possui experiência no mercado asiático. Foi ele quem supervisionou a entrada inicial da Costa Cruzeiros na região em 2006. O executivo também mantém bom relacionamento com o governo local e autoridades de turismo. Em seu currículo ainda constam trabalhos anteriores em Hong Kong e Cingapura, onde chegou a morar por anos, na posição de vice-presidente executivo de operações Ásia-Pacífico para a Otis Elevator Company.

“A Ásia é hoje uma parte importante da nossa estratégia global, é fundamental que aumentemos nossa presença na região, estabelecendo este novo escritório em Cingapura e com a nomeação de um executivo experiente para coordenar nossas operações e projetos de expansão", disse Micky Arison, presidente e CEO da Carnival Corporation & plc. "Pier é o candidato ideal para esse novo papel e considerando que sua ocupação na Costa mudou, estamos muito satisfeitos que tenha concordado em supervisionar nossas estratégias de crescimento neste mercado de cruzeiro emergente", acrescentou.

A Carnival Corporation & plc é a maior companhia de cruzeiros do mundo, seu portfolio inclui marcas de cruzeiros na América do Norte, Europa, Austrália e Ásia, compreendendo a Carnival Cruise Lines, Holland America Line, Princess Cruises, Seabourn, AIDA Cruises, Costa Cruzeiros, Cunard, Ibero Cruzeiros, P&O Cruises (Australia) and P&O Cruises (UK).

Todas essas marcas operam 100 navios, com capacidade para 202 mil hóspedes, sendo que sete transatlânticos estão programados para serem entregues entre março de 2013 e março de 2016. A Carnival Corporation & plc também opera a Holland America Princess Alaska Tours, a empresa de turismo líder no Alasca e no Yukon (Canadá). Com ações nas bolsas de Nova York e Londres, a Carnival Corporation & plc é o único grupo no mundo a fazer parte do S & P 500 e dos índices FTSE 100.

Texto (©) Copyright Press Release Costa.
Imagem (©) Copyright Princess.

11 de Setembro

|

World Trade Center e Oceanic: duas lendas que já não mais existem. 

Escalas temporada 2011/2012: Crystal Symphony

|

Fotos da única escala do Crystal Symphony em Santos na temporada 2011/2012, que aconteceu no dia 25 de Fevereiro, ocasião que marcou sua estréia, e também a de sua companhia na cidade. Para a próxima temporada, a Crystal voltará a Santos, porém com o Crystal Serenity, um quase gêmeo mais moderno.
Texto e Imagens (©) Copyright Daniel Capella.

 

©2013 Design por Ray Câmara