Empress e Rhapsody of the Seas em Santos

|

O Empress, da Pullmantur, e o Rhapsody of the Seas, da Royal Caribbean International, estiveram no porto de Santos juntos no começo desse mês. Ambos finalizaram mini-cruzeiros e partiram para nova viagem curta pelos litorais do Sul e Sudeste do Brasil. Ex-companheiros de frota, Empress e Rhapsody, voltarão em breve a navegar juntos pela Royal Caribbean, isso porque o Empress volta para a frota da companhia norte-americana em novembro.
Empress com seu já tradicional casco azul escuro.
Lancha da praticagem passa pelo logo da Pullmantur
No último oito, dois navios de cruzeiro escalaram o porto de Santos. Em temporada na América do Sul desde o dia 8 de novembro, o Empress da Pullmantur se juntou no Concais ao Rhapsody of the Seas, da Royal Caribbean. Pela primeira vez no Brasil, esse último fazia sua segunda escala na cidade desde sua chegada no dia 5 de dezembro.
Ambos realizaram embarque e desembarque de passageiros no porto de Santos. Após encerrar mini-cruzeiros de manhã, os navios partiram no final da tarde para novos cruzeiros curtos pelo litoral Sul e Sudeste do Brasil. Construídos para a Royal Caribbean International no estaleiro francês Chantiers de l'Atlantique, de St. Nazaire, Empress e Rhapsody são dois dos três navios que o grupo Royal Caribbean dedicou ao Brasil nesta temporada. O terceiro é o Sovereign, também operado pela Pullmantur. A Pullmantur é uma marca da Royal Caribbean Cruises Ltd.
Entregue em 1997, o Rhapsody é parte da classe Vision, e já navegou por todo mundo sob a bandeira da Royal Caribbean. Além dos destinos mais tradicionais como Caribe e Europa, o navio realizou temporadas na Austrália e Pacífico Sul, Alaska, Ásia, Riviera Mexicana e, agora também, América do Sul. Com cerca de 75 mil toneladas, tem capacidade para aproximadamente 2,400 passageiros em ocupação máxima (quando todos os leitos disponíveis para passageiros estão ocupados).
Rhapsody of the Seas deixando o porto de Santos pela segunda vez em sua carreira
Já o Empress foi entregue 7 anos antes, em 1990, também para a Royal Caribbean, que o operou até 2008. Diferentemente do Rhapsody, realizou apenas roteiros mais tradicionais, especialmente em cruzeiros a partir de portos dos EUA. Após ser transferido para a Pullmantur em 2008, passou a explorar a Europa e a América do Sul, onde tem estado todo o ano entre novembro e março desde que entrou em operação pela nova companhia.
Parte da equipe do blog Canal do Porto de Santos a bordo do Rhapsody
Empress e Rhapsody of the Seas voltarão a ser companheiros de frota ainda este ano, quando, após oito anos na Pullmantur, o Empress retornar à frota da Royal Caribbean. A companhia anunciou há cerca de um mês que voltaria a operar seu antigo navio, em roteiros ainda não definidos, mas que devem envolver destinos exóticos como Cuba.
Assim que deixar o porto de Santos após o cruzeiro de carnaval, o navio segue para estaleiro na Europa, onde será adaptado e reformado. Ostentando mais uma vez as cores da Royal Caribbean International, voltará a se chamar Empress of the Seas, e será o menor navio da frota com apenas 48 mil toneladas e capacidade para aproximadamente 2,020 passageiros. Atualmente, o menor navio da frota é o Legend of the Seas, que possui cerca de 70 mil toneladas e capacidade para 2,080 passageiros. O maior, que também é o maior do mundo, é o Oasis of the Seas, com capacidade para 6,400 passageiros e incríveis 225 mil toneladas.
Texto e Imagens (©) Copyright Daniel Capella. 

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara