Genting Hong Kong encomenda navios de 201,000 toneladas para a Star Cruises

|

Novos navios da Star Cruises terão 201,000 toneladas
Crystal Cruises receberá seis navios fluviais até 2019
O Genting Hong Kong, grupo de turismo asiático que controla a Star Cruises, Crystal Cruises, Dream Cruises e cerca de 10% da Norwegian Cruise Line, anunciou nessa semana uma grande encomenda de navios ao estaleiro Lloyd Werft. Entre as novas embarcações, dois navios de 201 mil toneladas para a Star Cruises, que terão capacidade para 5,000 passageiros em ocupação dupla, e estarão entre os maiores do mundo.

Depois de adquirir o Lloyd Werft e outros estaleiros alemães, a Genting Hong Kong revelou nessa semana suas intenções com o recém formado conglomerado de construção naval que agora administra: a construção de navios de cruzeiro de diferentes tamanhos.

A própria Genting Hong Kong será a primeira cliente do grupo Lloyd Werft, como agora é conhecido o complexo, com a encomenda de dez embarcações, entre mega navios e navios de cruzeiro fluvial. A maior parte será construída para a Crystal Cruises, que também foi recentemente adquirida pela Genting, receberá oito novos navios nos próximos anos, e opera viagens de luxo.

Crystal Endeavour
Seis serão pequenas embarcações para cruzeiros fluviais, conhecidas como longships, devido a sua configuração. Navios fluviais, são, em geral, mais baixos e compridos, além de mais finos.

Os quatro primeiros navios fluviais serão inaugurados em 2017, e serão chamados, respectivamente, Crystal Debussy, Crystal Bach, Crystal  Ravel e Crystal Mahler. Eles se somam ao Crystal Mozart, que entra em operação pela Crystal River Cruises, a filial de cruzeiros fluviais da marca de luxo, e que foi adquirido junto a outra operador. As embarcações adicionais, ainda não tem nomes definidos, e serão inauguradas até 2019.

A Crystal também tem duas embarcações para viagens marítimas em encomenda. Ambas já haviam sido anunciadas recentemente, e tiveram suas ordens confirmadas nessa semana, são elas o Crystal Endeavour, um mega-yatch de luxo que será utilizado também em cruzeiros de expedição, e o primeiro da classe Exclusive, que terá 113 mil toneladas e capacidade para cerca de 1,000 passageiros.

Último navio construído para a Star Cruises, o Super Star Virgo foi
inaugurado em 1999. 
A principal novidade anunciada essa semana, foi o acréscimo de dois navios de 201,000 toneladas à lista de embarcações em encomenda no Lloyd Werft. Com capacidade para 5,000 passageiros em ocupação dupla cada, e operarão para a asiática Star Cruises. A ocupação máxima não foi revelada oficialmente, mas estimasse os navios poderiam transportar mais de 8,000 passageiros cada. Somando passageiros e tripulantes, essas embarcações devem transportar cerca de 10,000 pessoas, o que as coloca na segunda colocação do ranking de maiores do mundo, perdendo apenas para a classe Oasis, da Royal Caribbean International.

Batizada de Global Class, a classe terá suas duas primeiras embarcações em 2019 e 2020, e deve seguir crescendo nos anos seguintes. Segundo a Star, o objetivo da encomenda é renovar a frota, com navios de alto padrão voltados ao mercado de cruzeiros contemporâneo. Os dois primeiros navios serão dedicados ao mercado chinês, mas foram projetados para navegar em todo o mundo, segundo a companhia.

A Star Cruises busca também retomar seu lugar como líder e pioneira na Ásia, região em que opera há 23 anos, e que vem sendo "invadida" por operadores ocidentais recentemente.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Genting Honh Kong.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara