ANTAQ realiza audiência pública para licitação do terminal de cruzeiros de Fortaleza

|

Navio visita Fortaleza mas não atraca em frente ao terminal. Na época, o cais
em frente à instalação não tinha calado suficiente. 
Assim como em Recife e Salvador, o terminal de cruzeiros de Fortaleza está em processo de ser licitado para a iniciativa privada. Com mais de 34 m² de área, a instalação será arrendada ao vencedor da licitação por um período de, pelo menos, 25 anos. 

A ANTAQ realizou no último dia 31, na capital cearense, a audiência presencial da consulta e audiência públicas destinadas a obter contribuições, subsídios e sugestões para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas para realização da licitação do arrendamento do Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza. Participaram representantes da Socicam e da MMMarítima, entre outras instituições.

O terminal possui área total de 34.654,66 m² com área construída de 8.797,19 m², dividido em três pavimentos. Há ainda espaço externo de 30.326,16 m², com estacionamento com 210 vagas para veículos, 30 vagas para ônibus, 20 vagas para motocicletas e um bicicletário.

A arrendatária será responsável por todos os investimentos, benfeitorias adicionais e serviços não especificados, mas que venham a ser necessários para alcançar os parâmetros de desempenho, de dimensionamento e operação. Os projetos e construções deverão observar os parâmetros técnicos.

Investimento
O prazo do arrendamento será de 25 anos, prorrogável por igual período. O investimento da arrendatária será de R$ 1,6 milhão. O valor estimado do contrato para o período total do arrendamento é de R$ 125.640.573,65. O valor máximo para tarifa de embarque/desembarque de passageiros será R$ 87,00. O valor máximo para tarifa de trânsito de passageiros: R$ 54,00.

“Nossa expectativa em relação a Fortaleza é semelhante ao que nós já esperávamos para a licitação do arrendamento do terminal de passageiros de Salvador, realizada pela ANTAQ recentemente e que logrou pleno êxito. O receptivo de Fortaleza também possui excepcionais condições físicas para atender a demanda de passageiros de cruzeiros marítimos. Vale destacar que o equipamento agrega ainda mais valor à atividade turística da capital cearense, atividade essa que vem tendo um crescimento relevante a cada ano no Ceará”, apontou o diretor-geral substituto, Fernando Fonseca.

O terminal de cruzeiros de Salvador já foi arrendado à iniciativa privada, em processo que deu o controle da estação ao consórcio Contermas. Clique aqui para ler mais. Já o terminal de Recife, tem seu processo ainda em andamento, mas será também, em breve cedido a uma empresa ou consórcio; confira mais detalhes neste link

Texto (©) Copyright Antaq.
Imagens (©) Copyright Governo CE. 

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara