Em temporada inaugural, Sirena faz primeira escala no porto de Lisboa

|

Inaugurado em maio, o Sirena é o mais novo navio da Oceania Cruises, marca upper-premium do grupo Norwegian Cruise Line Holdings. Adquirido pela companhia em 2014, o navio realiza temporada inaugural pela Europa, e é gêmeo de outras três embarcações da frota: o Regatta, o Nautica e o Insignia. 

Autoridades e oficiais do navio brindam à primeira escala na
capital portuguesa. 
O Sirena fez sua primeira escala em Lisboa no último dia 26. Mais recente navio da Oceania Cruises, o navio passou pela primeira vez pela capital portuguesa em um longo cruzeiro entre Barcelona, na Espanha, e Le Havre, na França. A Oceania é uma das três marcas do grupo NCLH, e oferece cruzeiros upper-premium por todo o mundo, a bordo de uma frota de cinco navios. 

Com 20 noites, a viagem que o levou a Lisboa, partiu da capital catalã no último dia 17, e escala dezesseis portos no Mediterrâneo e Europa Ocidental antes de chegar a seu destino final no norte da França no próximo dia 6. Além da Europa, o navio também escalou a África, fazendo uma passagem por Casablanca, no Marrocos no dia 24. 
Cerimônia de troca de placas a bordo
Em Lisboa, onde o navio fez pernoite, também houve embarque de passageiros para um roteiro menor, também com fim no porto francês do Havre, que é um dos acessos marítimos da capital francesa Paris. Em temporada pela Europa, o Sirena retorna para o Mediterrâneo após alcançar Le Havre, realizando um cruzeiro para Barcelona. Essa viagem inclui nova passagem por Lisboa, no próximo dia 16.

Lançado ao mar em 1999, o Sirena foi construído para a Renaissance Cruises, e é um dos oito navios da classe R. Depois da falência da companhia, foi vendido para a Princess Cruises, e passou a operar como Tahitian Princess, em roteiros pela Polinésia Francesa. Permaneceu na companhia, que é parte do grupo Carnival, até o começo deste ano, mais recentemente com o nome alterado para Ocean Princess. 

Vendido para a Oceania, que opera três de seus gêmeos, o Insignia, o Regatta e o Nautica, foi totalmente reformulado para atender os padrões da companhia, e renomeado Sirena. No último mês de maio, foi batizado em Barcelona e passou a integrar oficialmente a frota da Oceania Cruises, que, além dos quatro navios da classe R, ainda opera dois navios mais novos, o Marina e o Riviera.

O Sirena tem capacidade para cerca de 700 passageiros em ocupação máxima, além de 30,300 toneladas de deslocamento. 
 Texto (©) Copyright Daniel Capella.

 Imagens (©) Copyright Rui Agostinho.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara