Carnival construirá navios dois navios na China; cria marca para o mercado chinês

|

Navios chineses da Carnival terão como base o design da classe Vista, da qual
o Costa Diadema (foto) também possui características. 
Em parceria com um estaleiro chinês e com o italiano Fincantieri, a Carnival Corporation construirá dois navios de cruzeiro de grande porte na China. A novidade foi anunciada no fim da semana passada durante a 11ª edição do China Cruise Shipping, encontro do setor de cruzeiros em Tianjin, na China. Com cerca de 134 mil toneladas, os navios serão adaptações do Carnival Vista, e terão capacidade para 5,000 passageiros. O acordo inclui opção para duas embarcações adicionais. 

A Carnival Corporation anunciou recentemente uma importante novidade para o mercado de cruzeiros mundial: a construção dos primeiros navios de cruzeiro de grande porte na China. O maior grupo de cruzeiros do mundo firmou um memorando de entendimento, que precede um contrato definitivo, para a construção de duas embarcações de 133,500 mil toneladas, com opção para a construção de mais duas embarcações gêmeas, pendendo confirmação. 

Carnival Vista
As embarcações serão construídos por uma joint-venture, composta pela própria Carnival Corporation, o estaleiro estatal italiano Fincantieri e o China State Shipbuilding Corporation (CSSC), estaleiro estatal chinês onde, de fato, ganharão forma.

Os navios terão capacidade para 5,000 passageiros cada, e, segundo o CSSC, terão, tanto o estilo ocidental quanto o chinês em seus projetos. A base para o projeto será o Carnival Vista, inaugurado este ano, e que possui características do Costa Diadema e da classe Dream, da Carnival Cruise Line. 

Os navios em questão foram construídos na Itália, pelo estaleiro Fincantieri, que é proprietário intelectual dos projetos, e entrará na joint-venture também com a expertise na construção de navios de passageiro. O estaleiro italiano servirá como contratado para a construção do navio em Shanghai.

Além da importância para o mercado de cruzeiros chinês, a encomenda é representativa também para todo o mercado de cruzeiros mundial, entenda porque neste link

Navios serão operados por nova marca, voltada exclusivamente ao mercado chinês
O Costa Victoria é um dos navios que atualmente opera no mercado chinês
O grupo Carnival, que opera atualmente dez diferentes companhias de cruzeiro, não informou oficialmente como as embarcações serão aproveitadas quando estiverem concluídas, a partir de 2022. Os estaleiros, no entanto, afirmaram que os dois novos navios serão operados por uma nova marca, que seria fundada pela Carnival neste meio tempo para servir exclusivamente o mercado de cruzeiros chinês. 

A marca, ainda sem nome, será formada também a partir da joint-venture, que inclui ainda a CIC - China Investiment Capital Corporation. Além dos novos navios, a joint-venture deve adquirir navios da frota chinesa já existente da Carnival Corporation (no total, cinco navios da Costa e três da Princess estarão baseados em portos chineses em 2017).

Não há previsão para o lançamento da nova marca.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Daniel Capella, Carnival e MstkEast.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara