Carnival Corporation encomenda três novos navios

|

A Carnival Corporation encomendou três novos navios de grande porte no estaleiro Meyer Werft. Com 180,00 toneladas, as três embarcações serão inauguradas entre 2020 e 2022 e irão operar para a Carnival Cruise Line e a P&O Cruises do Reino Unido. O maior grupo de cruzeiros do mundo já havia encomendado navios deste porte para outras duas de suas marcas, a AIDA Cruises e a Costa Crociere.

A Carnival Corporation anunciou nesta semana que construirá três novos navios para a P&O Cruises do Reino Unido e para a Carnival Cruise Line (CCL). A primeira, receberá uma nova embarcação, em 2020, enquanto a CCL terá dois novos navios, em 2020 e 2022. Todos serão construídos pelo estaleiro Meyer Werft, em suas instalações na Alemanha e Finlândia.

Com cerca de 180 mil toneladas de deslocamento, os navios estão entre os maiores do mundo, e irão transportar um número recorde de passageiros: cerca de 6,800 em ocupação máxima. Os navios devem ser semelhantes àqueles encomendados para a Costa Crociere e a AIDA Clubschiff há cerca de um ano, e terão propulsão mista, podendo utilizar também o LNG, o Gás Natural Liquefeito, como combustível.

Navios serão semelhantes aos encomendados pela Costa em 2015
Operando no mercado britânico, a P&O Cruises atualmente não possui navios em encomenda, após ter inaugurado o Britannia (de cerca de 145 mil toneladas), no ano passado. Já a Carnival Cruise Line, inaugurou o Carnival Vista (133 mil toneladas) este ano, após um hiato de quase cinco anos sem novos navios (o último tinha sido o Carnival Breeze em 2012). A companhia ainda tem uma embarcação em encomenda, um gêmeo para o Vista, que será chamado Carnival Horizon, e entrará em operação em 2018.

A encomenda dessa semana representa a consolidação de uma mudança significativa para o grupo Carnival, que deixa de lado sua parceria Fincantieri (que construiu 80% dos novos navios do grupo nos últimos dez anos), e passa a adotar uma plataforma semelhante para a maior parte de suas marcas.

É comum o compartilhamento de projetos básicos de navios entre as diferentes marcas do grupo; enquanto a Costa nos últimos anos vinha construído navios semelhantes aos da Carnival, a Princess e a P&O construíram gêmeos quase idênticos. No entanto, a companhia costumava ter diferentes designs para diferentes mercados, sempre trabalhando em diversos projetos diferentes, como os navios da classe Spinx, da AIDA, e tendo dois projetos principais, que eram compartilhados pelas suas companhias na América do Norte e Europa.

O Nieuw Amsterdam faz parte da classe Signature, uma evo-
lução da classe Vista, também presente na frota da
P&O, Costa, Cunard, Carnival e Princess.
Agora, os navios se espalham pelas marcas principais do grupo, de forma semelhante à extensa classe Vista e suas modificações. Projetados com as dimensões máximas para o Canal do Panamá, os navios dessa classe foram construídos para a Holland America, a Carnival, a P&O, a Costa e a Cunard, além da Princess que possui um design semelhante. A nova classe de 180,000 toneladas terá, até o momento, sete navios; dois serão operados pela Carnival, dois pela Costa, dois pela AIDA e um pela P&O UK.

Os navios devem ter seus interiores e características adaptados para as necessidades específicas e mercados das companhias pelas quais serão operados, mas compartilham casco e características técnicas, além de um design bastante básico semelhante. Estão tão intimamente ligados, que a encomenda de três unidades para a P&O e CCL, adiou a entrega dos segundos navios na frota da Costa e AIDA. Originalmente previstos para 2020, os navios serão entregues agora apenas em 2021.

Classe Dream é compartilhada entre a Carnival, a Costa,
a Costa Asia, e agora, a P&O Australia.
Os dois primeiros serão entregues tanto para AIDA quanto para Costa em 2019 como anteriormente previsto.

A Carnival ainda tem outro protótipo principal em encomenda, o da classe Dream/Diadema. A Costa Asia, filial chinesa da Costa Crociere, construirá dois navios do tipo no Fincantieri (entregas em 2019 e 2020), enquanto a P&O da Austrália também receberá um navio deste tipo em 2019.

Texto (©) Copyright Daniel Capella. 
Imagens (©) Copyright divulgação e Daniel Capella.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara