Sagres visita Rio de Janeiro e Santos, e pode voltar ao Brasil em 2022

|

O veleiro da Marinha Portuguesa esteve no Rio de Janeiro na última semana, em comemoração ao dia de Portugal no Brasil. Agora, a embarcação segue viagem rumo a Santos, e pode voltar ao país para a comemoração de 200 anos da Independência, em 2022.

O veleiro português Sagres que passou o fim de semana aberto à visitação pode voltar dentro de quatro anos para as comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil. É o desejo do presidente do Conselho Nacional de Praticagem (CONAPRA), Gustavo Martins, que já está em campanha para tornar a nova visita realidade. O navio-escola é a principal embarcação de treinamento de cadetes da Marinha Portuguesa. Em cinco dias atracado no Rio de Janeiro, recebeu centenas de visitantes.

A embarcação já se chamou Guanabara quando pertenceu ao Brasil, entre 1948 e 1961. A partir de então, adquirido pelos portugueses, recebeu o nome de Sagres – um navio-escola com muita história. O imponente esteve novamente no porto carioca entre quinta-feira, 8/6, e segunda-feira, 12/6. A presença foi parte da Festa dos Santos Populares Portugueses, que ocupou o Armazém da Utopia, na Zona Portuária do Rio.

Além da positiva parceria do Conapra com a Academia Brasileira de Vela Educativa (ABRAVELA), o presidente do Conselho Nacional de Praticagem, Gustavo Martins, destaca a relação de amizade entre Brasil e Portugal para festejar a passagem do Sagres. “Como nações amigas que somos, só temos que comemorar a presença do navio-escola novamente no Rio de Janeiro. Mais ainda, nós desejamos já a volta do Sagres. Nossa campanha é pela vinda da embarcação para os 200 anos da Independência do Brasil, em 2022. Seria uma grande honra”, diz Martins.

O presidente do Conapra ressaltou também a importância desse tipo de embarcação para os marinheiros. “Treinamentos em veleiros são elementares para que se conheça a real força da natureza, como tempestades em mares revoltos. É uma oportunidade para aprender sob alto desafio”, afirma ele.

Capitão-de-Mar-e-Guerra da reserva da Marinha, o comodoro da Abravela, Sergio Esteves, visitou o Sagres durante sua estadia no Rio. Recebido pelo comandante da embarcação, o capitão-de-fragata Antônio Manuel Gonçalves, Esteves reforçou a torcida pela volta do veleiro português em 2022.

“A cada quatro anos, desde 2010, um evento chamado Velas Latinoamérica recebe dezenas de veleiros de várias partes do mundo, que partem do Rio em direção a outras nações da América Latina. Torço bastante para que o Sagres participe da edição 2022, quando celebraremos os 200 anos de nossa Independência”.

Durante as Olimpíadas de 2016, o Sagres já tinha vindo ao Rio de Janeiro e ficado aberto à visitas. O navio-escola foi construído em 1937 pelos nazistas em Hamburgo e tem 89,5 metros de comprimento.

Visita a Santos
Após deixar o Rio de Janeiro, o Sagres segue para o porto de Santos, onde chega no próximo dia 15. O veleiro segue atracado na cidade até o dia 18, e estará aberto ao público nos dias 16 (das 10h-12h) e 17 (10h-14h). 

As visitas são gratuitas. A partida está marcada para às 10h do dia 18. 

Texto (©) Copyright Dom Comunicação e Daniel Capella. 
Imagens (©) Copyright Edson Lucas e divulgação.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara