Carnival Corp. encomenda quatro navios para Costa, Princess e P&O Australia

|

Um dos novos navios será gêmeo do Royal Princess, da Princess Cruises. 
Às vésperas de 2016, a Carnival Corporation anunciou mais um passo de seu planejamento futuro. Após encomendar nove navios de uma só vez em março deste ano, a maior empresa de cruzeiros do mundo anunciou que inaugurará mais quatro navios entre 2019 e 2020. As novas embarcações serão construídas para a Costa Asia, a Princess Cruises e a P&O Australia - essa última terá o primeiro navio novo de sua história.

A Carnival Corporation encomendou quatro novos navios no estaleiro italiano Fincantieri no final deste mês de dezembro. As novas embarcações serão inauguradas entre 2019 e 2020 e irão operar para a Princess Cruises, a P&O Australia e a Costa Asia. 

Com a nova encomenda, as dez marcas de cruzeiro da Carnival terão agora 17 navios entrando em operação entre 2016 e 2020. 

Os navios serão construídos nos estaleiros italianos do Fincantieri de Marghera e Monfalcone, respectivamente nas áreas industriais de Veneza e Trieste, no norte do país europeu. Os navios da Costa Asia e da P&O Australia terão capacidade para cerca de 4,200 passageiros e 135,500 toneladas de deslocamento. 

Frota atual da P&O Australia; Pacific Dawn e Pacific Jewel (à esquerda),
foram construídos para a Princess, Pacific Eden e Pacific Aria (centro, com
casco azul), foram construídos para a Holland America, e o Pacific Pearl
(direita) para a Sitmar Cruises. 
Será a primeira vez que a companhia australiana do grupo receberá um navio novo, construído e projetado para ela, com o mercado australiano em mente. Fundada no começo dos anos 2000, a P&O Australia operou até hoje apenas navios de segunda mão, construídos para outros operadores e adaptados para suas necessidades. Atualmente, a frota da companhia conta com 5 navios, construídos entre o final dos anos 1980 e o começo dos anos 1990 para a Holland America Line, a Princess Cruises e a Sitmar.

Com isso, todas as dez marcas atuais da Carnival terão recebido navios novos em algum momento - a exceção é a Fathom, que iniciará operações em abril de 2016, e utilizará um dos navios da classe R (de 1999). Anteriormente, a Ibero Cruceros, filial espanhola do grupo e a P&O Australia eram as únicas marcas sem novos navios.

Navios da Costa devem ser semelhantes ao Diadema. 
Os navios da Costa serão operados na Ásia e projetados especialmente para o mercado chinês. Eles se somam a outros dois navios já encomendados recentemente para a companhia italiana. Para ler mais sobre as adições da frota da companhia italiana, clique aqui.

Já a nova embarcação da frota da Princess será da Royal Class, iniciada em 2013 com o Royal Princess. O navio será semelhante ao Majestic Princess, terceiro navio dessa classe, em construção na Itália. Com entrega prevista para 2017, o Majestic será adaptado especialmente para o mercado chinês; sua base vitalícia será o porto de Shangai. O quarto navio da classe, no entanto, deve ser utilizado como os dois primeiros, no mercado norte-americano.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Fincantieri, a P&O Australia e Daniel Capella.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara