Dois novos navios para a Costa Asia

|

Novos navios devem ser semelhantes ao Costa Diadema
A Carnival Corporation encomendou dois novos navios para a Costa Crociere. Os navios serão dedicados à Costa Asia, que opera cruzeiros a partir da China, Singapura e Japão e se somam a outros dois já encomendados para a companhia italiana que navegarão no Ocidente. Ao todo, a Costa terá quatro novos navios até 2020, dois para o Ocidente e dois para o Oriente. 

Além dos dois navios já em encomenda, a Costa Crociere inaugurará dois navios adicionais em 2019 e 2020, isso porque a Carnival Corporation encomendou ontem duas novas embarcações para sua filial italiana. Os navios encomendados recentemente, no entanto, não operarão na Europa, e serão dedicados à Costa Asia, a filial administrativa oriental da companhia.

Costa Victoria, um dos navios da frota Costa atualmente
operando para a Costa Asia
Operando na China, Japão, Singapura e outros países asiáticos, a Costa Asia opera atualmente três navios: Costa Victoria, Costa Atlantica e Costa Serena. Em breve, o Costa Fortuna irá também se juntar a frota asiática, que tem como principal porto de embarque a cidade de Shangai, na China.

Assim, os novos navios serão especialmente projetados para o mercado chinês, com características próprias para o mercado asiático, como restaurantes especializados em culinária local, casinos ampliados e bares com karaokê. As embarcações serão entregues em 2019 e 2020, e serão construídas no estaleiro italiano Fincantieri de Monfalcone (Trieste) e Marghera (Veneza). Cada um possuirá cerca de 135 mil toneladas e capacidade para até 4,200 passageiros.

A companhia não divulgou maiores detalhes do projeto dos navios, entretanto, pelas dimensões, é provável que os navios sejam variações da classe Dream, da qual faz parte o Costa Diadema, mais recente navio da frota italiana, inaugurado em novembro de 2014.

Perspectiva artística dos novos navios de 180 mil toneladas
Além dos navios recém encomendados, a Costa tem outras duas embarcações em encomenda, com entregas previstas também para 2019 e 2020. Com 180 mil toneladas cada, os navios são parte de uma classe e serão os maiores do mundo em capacidade de passageiros, podendo transportar até 6,600 passageiros cada em ocupação máxima. Serão os primeiros navios na frota da Costa desde os gêmeos Atlantica e Mediterranea que virão de outro estaleiro que não o Fincantieri da Itália; serão construídos no Meyer Turku, da Finlândia.

Diferentemente dos navios vindos da Itália, os dois gigantes de 180 mil toneladas serão dedicados ao mercado italiano e possivelmente a outros mercados ocidentais da Costa, como o caribenho e o sul-americano.

Segundo o italiano Il Vostro Giornale, o primeiro navio dessa classe ficará baseado em Savona, na Ligúria, Itália, para roteiros de uma semana no Mediterrâneo, a partir da metade de 2019 (quando entra em operação). Segundo o jornal, a Costa estaria também considerando batizar o navio na cidade italiana, que atualmente conta com um terminal de cruzeiros gerido pela companhia.

Junto aos novos navios da Costa Asia, a Carnival Corporation anunciou a encomenda de dois outros navios, um para a Princess Cruises e outro para a P&O Australia, para ler mais sobre esses novos navios, clique aqui.

Texto (©) Copyright Daniel Capella.
Imagens (©) Copyright Daniel Capella e Costa Crociere.

1 Comentário:

Anônimo disse...

O C da Costa, já virou o C da China. Só falta pintar em vermelho com as 5 estrelas amarelas.

Postar um comentário

 

©2013 Design por Ray Câmara